Festa junina: aliada do varejo para fidelizar cliente e agitar as vendas

Os varejistas não devem deixar de aproveitar as oportunidades sazonais ao longo do ano para impulsionar as vendas, se relacionar com os clientes e fazer o estoque girar. E os meses de junho e julho são um período oportuno para isso, por causa das festas juninas e julinas.

Entrar no clima do “arraiá” é uma boa pedida para realizar ações que atrairão clientes e levarão a eles uma boa experiência de compras por conta do clima agradável que as festas de São João carregam. “Não aproveitar oportunidades como estas para criar um apelo emocional de atração do cliente, certamente é um erro que pode custar caro, à medida que concorrência o faça e acabe se diferenciando positivamente”, afirma o coordenador comercial da FCDL/SC, Valdemir Manoel da Silva.

Antes de começar as ações, a dica principal é planejamento. “É melhor desistir ou mudar na fase planejamento do que fracassar na execução”, destaca Valdemir. O primeiro passo é levar o clima da festa para o estabelecimento. Adereços que remetem ao período devem fazer parte da ambientação para se teruma decoração adequada à comemoração. A equipe de colaboradores também deve ser envolvida neste cenário. Eles podem utilizar, por exemplo, trajes típicos da época, como roupas xadrez e chapéus de palha. A comunicação visual também deve estar alinhada com o tema, com a criação de materiais temáticos para ações em redes sociais e demais materiais de comunicação. Isso mostrará ao consumidor que algo especial o espera em sua loja.

“As festividades juninas são uma grande oportunidade de atrair e fidelizar clientes ao se aproveitar o apelo lúdico e que muitas vezes remete à infância, valores familiares e à fantasia. Portanto, por mais antigo que possa parecer, decorar a loja, os espaços virtuais de redes sociais e sites com motivos alusivos as festas juninas pode sim surtir um efeito muito positivo”, conta Valdemir.

Ações envolvendo as festas juninas também são uma boa estratégia. Fazer, por exemplo, um “arraial de ofertas” ou realizar um jogo de “pescaria” de descontos, além de entreter o cliente, fará com que ele saia satisfeito de sua loja. Os doces típicos de São João são irresistíveis. Então, que tal oferecer de brinde a seu consumidor uma paçoca ou um pé de moleque para “adoçar” ainda mais o dia dele? “Se pode criar um correio elegante que, ao invés de mensagens de cunho romântico, entregue aos clientes vouchers de ofertas. Enviar convites especiais para que clientes venham à loja em grupos de 5 a 10 pessoas para provar as delícias da festa junina e, ao mesmo tempo, conhecer as novidades da loja. Isso será certamente muito interessante para promover o fluxo de consumidores ao transmitir a eles a clara mensagem de que são especiais, motivo pelo qual receberam tal convite”, exemplifica o coordenador.

Em épocas de festividades, deixar a criatividade fluir é o caminho para traçar ações acertadas para valorizar o consumidor. “Use e abuse das festas e datas especiais para criar ações de atração e fidelização de clientes, mas cuidado para não errar, pois o maior prejuízo de uma loja não está ligado ao uso de recursos, mas, sim, a perda do cliente, o maior patrimônio de qualquer negócio”, finaliza Valdemir.