FCDL Notícias

Cinco passos para vender bem em períodos de baixo movimento

Não é de hoje que o comércio enfrenta fases de pouco movimento nas lojas, principalmente nas épocas do ano que não possuem nenhuma data comemorativa importante- como Natal, Dia dos Namorados, Dia das Crianças, Dia das Mães ou Dia dos Pais – para dar aquele empurrão nas vendas.

Toda empresa está sempre em busca de atrair clientes para vender mais. Para isso, é preciso ter um bom planejamento, além de investir em aspectos como qualidade do atendimento, marketing e ações promocionais. Para Alexandre Lacava, especialista em vendas e negociação, com o foco adequando nos
negócios é possível criar oportunidades para manter o fluxo de vendas fora das datas sazonais.

“Os meses de menor movimento são os grandes vilões para os varejistas,mas é preciso se planejar para esse momento. Como qualquer outro setor, é preciso trabalhar com uma margem de precaução para enfrentar esse momento. Essas épocas não são imprevisíveis, pelo contrário, se repetem todos os anos, por isso, é importante se preparar. Além disso, ao contrário do que se acredita, é possível vender bem fora das datas sazonais, com pequenas mudanças e baixo investimento financeiro que podem fazer toda a diferença”, explica Lacava.

Para ajudar a reverter a situação e impulsionar as vendas nesses períodos, o especialista elenca cinco passos:

1. Avalie o seu negócio
Para algumas empresas, o momento mais fraco em vendas por ser de reflexão, mudança e melhorias, para checar se estão no caminho certo. “Sempre é preciso faturar, mas esse momento é propício para investir no próprio negócio. Efetuar reformas, manutenções, pensar em organizar promoções, treinamentos para equipe, planejar, pesquisar e desenvolver novos serviços ou produtos, analisar o mercado”.

“Nessa hora é possível enxergar o mercado de outra maneira, e é interessante se isso for realizado logo no começo do ano, pois assim será possível pensar melhor nos 12 meses pela frente e criar um planejamento a curto e longo prazo de ações diferentes para atrair mais consumidores e fidelizá-los”, explica o especialista.

2. Aposte em marketing de baixo custo
Enquanto a concorrência se assusta com o baixo movimento, é hora de pensar em formas de sair na frente, e umas das alternativas é o marketing de baixo custo. “Crie estratégias para oferecer um ambiente agradável, lance promoções, proporcione mimos para os clientes”, sugere.

Para o especialista, uma ótima ideia é criar perfis da loja nas redes sociais e buscar interagir com os clientes através deles, compartilhando novidades, horários de funcionamento, ações internas e promoções. “Assim é possível ampliar a atuação para outros canais, além de entender o perfil de compra de cada cliente e o que pensam sobre cada produto e serviço”, diz o especialista.

3. Planeje eventos promocionais
Vale a pena investir, pois qualquer tipo de ação promocional que seja criativa e chame a atenção pode trazer resultados. “Não é preciso gastar o que não tem para trazer mais clientes e engajar a equipe. Faça o que seu bolso permitir, mas faça. Pense em promoções diferentes, brindes, seja original e busque sempre o novo e o melhor que você puder oferecer”, ressalta Lacava.

4. Aposte em liquidações
Qual cliente não gosta de uma boa promoção? Criar ofertas pode ajudar a aumentar as vendas, mas elas não podem durar por períodos muito longos. “Uma boa ideia é aproveitar os períodos que antecedem as datas que movimentam mais o mercado. Busque divulgar com certa antecedência quando as liquidações acontecerão”.

Se você apostou em um página no Facebook, é um ótimo canal para anunciar as promoções. “Quanto mais pessoas estiverem cientes, melhor para a sua loja e para os próximos períodos também. Você precisa se preparar o momento das ‘vacas magras’ com um planejamento estratégico bem alinhado, para ter sucesso nas ações promocionais. Levante os custos de suas promoções e os benefícios, e veja se aquela ação valerá a pena para aquele momento da sua empresa”, alerta.

5. Valorize o atendimento pessoal
O atendimento de qualidade fará toda a diferença para o sucesso do seu negócio. “Atender bem o cliente é fundamental, porque mesmo hoje em dia o boca a boca ainda é algo muito valioso, e que pode ser feito nas redes sociais. A diversidade de perfis é imensa e o vendedor precisa saber como atender da melhor forma cada cliente, e como atender cada necessidade. Ele deve entender o gosto pessoal do cliente e ajudá-lo da melhor forma possível O bom vendedor deve fugir do velho estereótipo de que quer somente vender a qualquer custo”, avalia o especialista.

Também é importante manter as mesmas técnicas de vendas usadas nas épocas de maior movimento, ou pelo menos o mais próximo possível. “O cliente com certeza irá lembrar como foi o atendimento na sua loja em todas as vezes em que ele esteve nela. Essa será uma boa forma de atrair ainda mais clientes, ou, quem sabe, parcerias duradouras”, finaliza.

Fonte: Portal Newtrade

FCDL Notícias
  • Retomada do consumo é desigual no pós-crise

    Continue lendo Clique e leia
  • Oito ferramentas online para monitorar a concorrência

    Continue lendo Clique e leia
  • Quatro soluções para alinhar a execução

    Continue lendo Clique e leia
  • Consultoria britânica aponta as prioridades do varejo para 2018

    Continue lendo Clique e leia
  • China reinventa a forma de comprar no supermercado

    Continue lendo Clique e leia
  • Varejistas adaptados ao mundo digital faturam mais

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais