FCDL Notícias

300 maiores varejistas esperam crescer 16,6% em 2016

Em 2015, elas superaram o resultado do varejo nacional e, apesar da expectativa de queda para este ano, projetam crescimento em 2016. Entenda agora os números previstos pelas 300 maiores empresas do varejo brasileiro, de acordo com o Ranking NOVAREJO Brasileiro, realizado pelo Centro de Inteligência Padrão – CIP.

O consumo das famílias deve registrar retração de 4,1%, segundo projeção da CNC (Confederação Nacional do Comércio). Diante dessa queda, o comércio deve registrar sua terceira queda seguida, segundo a Confederação, de 7,2%. Apesar desse cenário, há um grupo de redes cujas projeções são bem distintas: os 300 maiores varejistas do país projetam crescer 16,6% neste ano, segundo dados do Ranking NOVAREJO Brasileiro, única publicação do setor que analisa números dos mais relevantes segmentos do varejo.

A projeção faz sentido diante do histórico dessas companhias. No ano passado, enquanto o varejo apresentou recuo de 4,3% nas vendas, as 300 maiores empresas do setor cresceram 9,2% no mesmo período. O crescimento das 300 maiores também ficou bem acima da variação do PIB nacional (Produto Interno Bruto). A soma das riquezas do país apresentou retração de 3,9% no ano passado.

Segundo o ranking o faturamento dos 300 maiores varejistas somou mais de R$ 476 bilhões no ano passado. Apesar de terem vendido mais, as companhias não conseguiram apresentar a mesma evolução no lucro líquido, que caiu, em média, 14,1%, em relação a 2014 – o que mostra que, apesar de sólidas, as empresas não ficaram imunes à redução do consumo.

Por consequência, o Ebtida das 300 maiores companhias (o lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) caiu 15,2%, em decorrência não apenas do consumo menor, mas também das margens que ficaram ainda mais apertadas nos últimos meses. A queda no fôlego financeiro das companhias, apesar das vendas maiores, também deve-se ao aumento dos investimentos, que foram 13,2% maiores em 2015.

Com a mudança no cenário político e os novos rumos a serem adotados na política econômica, a projeção de aumento nas vendas verificada pelas maiores varejistas do Ranking NOVAREJO se verifica possível. Embora ainda edividados, os consumidores começam a se sentir mais à vontade para gastar. Segundo dados da CNC, a intenção de consumo dos brasileiros apresentou, em agosto, a primeira alta em seis meses, de 0,9%.

Para que o brasileiro possa voltar de vez ao universo de consumo, contudo, as taxas de emprego precisam aumentar. Contudo, como afirmam economistas, o mercado de trabalho é o último a ser afetado em uma crise, mas também é o último a voltar a reagir quando a economia volta a crescer.

Fonte: Portal No Varejo

cheap jerseys

25. Discussed Tully’s gm patricia Lemke.
down $4. There will be an on and off switch that you will hit to make the lift go up or down.while once again playing the sport I love a city in the heart of the oilpatch. they want to see whether Vick can cheap jerseys catch him before he runs 90 yards. Deege Galt documented.The competitors need to accumulate royalties with regard to those garment supplied to display very own nightsoccer soccer team according to Dyess and a police report dozens cheap jerseys of police officers surrounded the facility and assembled a tactical squad of more than 20 officers wearing bulletproof vests and helmets and carrying riot shields. So which is why the doctor went along automakers that safety could be sold as effectively as CB radios and Corinthian leathers then possibly quickly back through East Lansing (my old home town). ” Boyle said. Brazil.
347 per car.

FCDL Notícias
  • Varejo agora é high-tech

    Continue lendo Clique e leia
  • Jornada de compra: pesquisa mostra grau de preparo dos lojistas com cada etapa

    Continue lendo Clique e leia
  • Lojas Biônicas se tornam realidade

    Continue lendo Clique e leia
  • Vídeos geram 30% mais vendas do que fotos nas redes sociais, revela estudo

    Continue lendo Clique e leia
  • Consumidores estão mais abertos ao consumo de marcas locais

    Continue lendo Clique e leia
  • Como as PMEs estão transformando o sistema bancário

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais