FCDL Notícias

4 dicas para reengajar clientes inativos

Clientes inativos podem voltar a comprar de sua loja e, assim, ajudá-lo a melhorar seus resultados! Para isso, porém, você precisa cuidar deles.

Uma compra não deveria ser a última ação de um cliente com seu negócio, e sim, apenas mais uma etapa da relação entre loja e consumidor.

Inclusive, estar ciente disso é fundamental para passar a trabalhar focando no que realmente importa: o longo prazo, não a primeira venda!

No entanto, para que isso ocorra de maneira eficaz, é necessário desenvolver uma estratégia voltada à fidelização do cliente. E parte dessa estratégia passa por reengajar clientes inativos.

Sabendo disso e pensando em ajudá-lo nessa missão, apresentamos a seguir 4 dicas para reengajar os clientes que se encaixam nesse perfil. Acompanhe!

1 – Identifique seus clientes inativos

A frequência de compra é o que define a atividade ou a inatividade de um cliente. E essa frequência depende do seu ciclo de venda. Então, o primeiro passo para reengajar clientes inativos é entender quem são os seus clientes inativos.

Neste sentido, antes de mais nada, analise sua carteira de clientes e descubra quantas vezes por ano o seu cliente médio compra com você e o valor que ele gasta. Conhecendo essas informações, ficará muito mais fácil segmentar os clientes com base no comportamento e nos padrões de compra.

Depois, levando em conta a frequência de compra, você conseguirá identificar os clientes inativos. E, assim, poderá planejar ações de comunicação, marketing e relacionamento para reengajá-los.

Ou seja, se não tiver estabelecido esse primeiro passo simples, você não poderá executar as etapas subsequentes. Portanto, foque nisso antes de seguir na jornada de reengajar clientes inativos.

2 – Envie e-mails personalizados

Muitos varejistas não se dão conta disso, mas é possível que consumidores não retornem após a primeira compra simplesmente por falta de esforço por parte da loja.

O envio de e-mails personalizados é uma ótima maneira de manter o consumidor informado sobre todas as novidades e vantagens que sua empresa oferece e, assim, evitar que ele entre em inatividade.

Para mudar isso, antes de mais nada, preocupe-se em cadastrar seus clientes, entender as motivações de compra deles, seus desejos e necessidades. Depois, você poderá enviar e-mails alinhados aos interesses de cada consumidor. Isso, por sua vez, ajudará a incentivar os clientes inativos a voltarem à sua loja.

Aliás, o mesmo vale para os clientes fiéis. Afinal, por conhecer o histórico e os hábitos de compra deles, você poderá trabalhar seus contatos por e-mail (e, por que não, por WhatsApp) de maneira ainda mais personalizada.

3 – Ofereça um programa de fidelidade

Nada é mais efetivo para fazer com que clientes inativos voltem a comprar com você do que oferecer um programa de fidelidade. Inclusive, segundo uma pesquisa da CrowdTwist, 75% dos clientes preferem comprar com marcas que oferecem esse tipo de programa.

Existem diversas maneiras de recompensar clientes fiéis. É possível, por exemplo, oferecer exclusividade em produtos novos, descontos e até prêmios. Cabe a você identificar a melhor forma de recompensar o seu cliente e, com base nisso, desenvolver um programa de fidelidade interessante.

No entanto, independente da ação utilizada, o mais importante é a mensagem que você passa. Quando o cliente percebe que está sendo valorizado, cria uma relação com a empresa. É essa relação que o trará de volta à sua loja com mais frequência e o impedirá de se tornar inativo.

4 – Invista em pesquisas de feedback

Uma das melhores maneiras de saber por que um cliente não comprou mais na sua loja é sendo direto. As necessidades do cliente podem ter mudado ou ele pode não ter recebido as mensagens de novos produtos, por exemplo; porém, sem perguntar, você nunca saberá o motivo da inatividade.

Neste sentido, uma pesquisa de feedback é uma ótima maneira de saber o que seu cliente pensa sobre a sua loja.

Além disso, você pode aproveitar a oportunidade para alavancar seu programa de fidelidade, oferecendo um incentivo aos que preencherem a pesquisa. Inclusive, com essa abordagem, você resolve dois problemas de uma só vez: descobre o que levou um cliente a ficar inativo e já o engaja para fazer parte do programa de fidelidade.

Ah, e como se não bastasse tudo isso, pesquisas de feedback também podem ajudá-lo a entender o perfil de compra dos respondentes. Isso, por sua vez, permitirá que você personalize suas mensagens e continue dando motivos aos seus clientes para voltarem para sua loja. Nada mau, não é mesmo?

Essas, é claro, são apenas algumas dicas para ajudá-lo a reengajar clientes inativos. Porém, elas podem ser um bom ponto de partida para você construir a sua estratégia de reengajamento de clientes inativos. Para isso, cabe a você refletir sobre elas, personalizá-las à realidade da sua loja, trocar ideias com sua equipe sobre elas, e assim por diante. Só não dá para não fazer nada e continuar tendo clientes que compram uma vez só.

Fonte: Blog do Varejo

FCDL Notícias
  • Conheça 10 atitudes que destacam os melhores vendedores lojistas!

    Continue lendo Clique e leia
  • O que é comportamento empreendedor, segundo três especialistas

    Continue lendo Clique e leia
  • Sete dicas para melhorar a experiência do cliente nos atendimentos com chatbots

    Continue lendo Clique e leia
  • Como usar as redes sociais para vender mais

    Continue lendo Clique e leia
  • Os cinco pilares de um atendimento excepcional ao cliente

    Continue lendo Clique e leia
  • Confiança como ponto chave para o e-commerce

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais