FCDL Notícias

Ajustar o foco pode trazer resultados extraordinários para seu negócio

“O Sucesso é simples. Faça o que é certo, do jeito certo, na hora certa” (Arnold H. Glasow). Para muitos eu não seria a pessoa mais indicada para falar de foco. Tenho idade para ser considerado um Millennium e diagnóstico para mais um caso de DDA (Distúrbio de Déficit de Atenção) e síndrome do pensamento acelerado, o que justificaria muitos feedbacks da falta de foco que tenho. Porém, eu não preciso de desculpas para saber que tenho momentos de muita distração e momentos de excesso de foco (sim, isso existe).

Por isso o tema “foco” é algo que me fascina nas minhas leituras profissionais e pessoais. Surpreenda-se, o paciente pode ser médico ao mesmo tempo! Foco é um assunto abordado em qualquer bom livro de gestão, que te ensina métodos de priorizar, teoria de Pareto (80/20), curva ABC, matriz GUT, espinha de peixe, entre outras diversas formas de manter o foco no que é importante.

Contudo Gary Keller e Jay Papasan em A única coisa – O foco pode trazer resultados extraordinários¹, trazem uma abordagem completamente diferente, desafiando diversas metodologias, estratégias de diversificação, ditados populares e o senso comum. Em poucas palavras a abordagem do livro é tratar prioridade como uma ÚNICA COISA, ao extremo, pense um de cada vez e pense em uma ÚNICA coisa como importante para a sua vida.

O livro, que ainda não terminei – por falta de foco –, aborda seis mentiras e crenças que se tornaram “princípios operacionais que nos direcionamentos para o caminho errado”. Retrato aqui algumas dessas mentiras e cito algumas partes do livro como exemplo:

As seis mentiras:

– Tudo importa igualmente: “A igualdade é uma mentira. Fazer o mais importante é sempre o mais importante. As menores listas de tarefas são as listas de maior sucesso.”

– Multitarefa: “Fazer várias coisas ao mesmo tempo gera distração e a distração prejudica resultados. Fazer tudo ao mesmo tempo é uma mentira. Multitarefeiros são medíocres em tudo.”

– Uma vida disciplinada: “Sustente a disciplina tempo suficiente até que se torne um hábito. Conquistas não são adquiridas por uma ação que você executa, mas sim um hábito que forja bem a sua vida.”

– A força de vontade está sempre à disposição: “Você tem um estoque limitado de força de vontade. Faça o mais importante primeiro. Quando nossa força de vontade está em baixa, tendemos a retornar a nossos padrões de sempre.”

– Uma vida equilibrada: “Tempo não espera por ninguém. Para conquistar um resultado extraordinário, você tem de escolher o que mais importa e dedicar-lhe todo o tempo necessário.”

– Grande é ruim: “Pense Grande. Faça grandes perguntas. Não tenha medo do fracasso, ele faz parte da sua jornada em busca de resultados extraordinários.”

Você não precisa concordar com o livro. As seis mentiras são polêmicas, uma vez que naturalmente contradizem filosofias de vida e até o que pregam algumas religiões, mas os argumentos são fortes, recheados de experiência e pesquisas sociais, mas não vou gerar spoilers para a sua possível leitura. A grande lição do livro é que você precisa ter apenas uma única coisa como foco na sua vida. Aliás, deixo aqui outra sugestão de leitura, o livro Outlier ou Fora de Série (em Português), de Malcolm Gladwell.

Foco no cliente – propósito

A falta de PO-SI-CIO-NA-MEN-TO no varejo, como diria o meu colega Jean Paul Rebetez, é também muitas vezes devido à falta de FOCO. No desespero de querer aumentar as vendas, as empresas saem copiando o concorrente, copiando cardápios e pratos, seguindo modinhas e tendências, promovendo mudanças sem que necessariamente estejam no seu core business nem mesmo no perfil de seus clientes. Se o seu negócio é ficar parecido com a concorrência, então você provavelmente não terá um resultado extraordinário.

A falta de foco é um pecado capital que muitas lojas carregam, o que você muitas vezes pode enxergar como uma má execução de um serviço e/ou atendimento na loja, sortimentos exagerados, lojas mal localizadas e preço sem foco no público-alvo.

A prática mais comum de falta de foco é não saber exatamente qual é o seu cliente-alvo e o que ele quer. O FOCO da sua empresa pode ser respondido principalmente pelas perguntas “QUEM? e “O QUE?”, o POSICIONAMENTO pelas perguntas “ONDE?” e “QUANTO?”, enquanto PROPÓSITO é respondido pela pergunta “POR QUE?”. Por isso lembre-se de dar foco para o seu negócio e para a sua vida.

* Ulysses Perin é gerente da GS&Consult, empresa de consultoria com foco em varejo, relações de consumo, marketing e canais de distribuição do Grupo GS& Gouvêa de Souza.

 

Fonte: Portal Mercado e Consumo

FCDL Notícias
  • Como a digitalização dos meios de pagamento pode impactar no negócio

    Continue lendo Clique e leia
  • Omnichannel: transformando a gestão de estoque

    Continue lendo Clique e leia
  • Caminhos para uma boa reputação: como atender às expectativas do consumidor?

    Continue lendo Clique e leia
  • As oportunidades e desafios do social commerce no Brasil

    Continue lendo Clique e leia
  • 34% das redes regionais não investiram em tecnologia

    Continue lendo Clique e leia
  • O compliance digital no contexto das pequenas e médias empresas

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais