FCDL Notícias

Alguns motivos para investir em tecnologia contra perdas na frente de caixa

Na média geral do varejo, os furtos interno e externo lideram o ranking de perdas, como aponta a 2ª Pesquisa de Perdas da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), totalizando 34,3%, à frente das quebras operacionais (33,11%). No varejo da moda, os furtos externos representam 37,24% das perdas. Somados aos internos, esse índice salta para impressionantes 64,86%, acima dos magazines, que contabilizam 60,02% (34,21% de furtos externos e 25,81% de internos). No canal construção os furtos de ambas as modalidades atingem 21,86% e no calçadista, 29,4%.

Os números são assustadores, sem dúvida. Em um mercado onde as margens de lucro são apertadas, as perdas, independentemente de seus índices, impactam nos negócios da empresa. Por isso, uma questão na qual sempre insisto quando o assunto é prevenção de perdas é que as companhias devem investir em tecnologia que as ajudem a mudar suas estratégias e melhorar sua rotina. Para prevenir perdas e furtos é necessário um conjunto de fatores que vão desde atitudes mais alinhadas da equipe até PDVs mais ágeis e monitorados.

Pensando nessas estratégias e nos pontos fundamentais para melhorar o desempenho da sua loja, destaco cinco motivos que provam que adotar a tecnologia, especialmente contra as perdas na frente de caixa, um dos principais gargalos de uma unidade varejista, pode ser a melhor saída para tornar seu negócio mais lucrativo e competitivo.

1. O PDV é o ponto de maior vulnerabilidade nas lojas

Pesquisas apontam que o checkout concentra 40% das perdas internas, sendo um lugar de alta vulnerabilidade. É no caixa que ocorrem as negociações que sofrem mais pressão, clientes apressados, filas, problemas com preços, etc. Alguns fatores como cancelamento de compras e pagamento em dinheiro podem ser alvos de fraudes que trazem transtorno e prejuízo para os lojistas. Por isso é importante estar sempre atento, com uma equipe bem treinada e com equipamentos que facilitem a rotina do PDV.

2. É importante controlar as fraudes no checkout

Sabendo que 40% das perdas internas ocorrem no checkout, é importante combater de maneira efetiva esse prejuízo. Muitos erros ocorrem e sequer são notados pela falta de controle e conferência de dados dos caixas. Porém, existem tecnologias que combinam agilidade e controle no momento da compra, prevenindo esse tipo de perda e monitorando toda a atividade do PDV. Integrado ao software da loja, o Gatecash monitora à distância todas as operações efetuadas em tempo real com qualidade das imagens em HD, conferindo seus tíquetes com os produtos realmente comprados pelos clientes.

3. Melhore o atendimento e produtividade dos caixas

Ao monitorar as atividades de seu PDV, além de reduzir as fraudes, fica cada vez mais fácil e acessível controlar o atendimento e a produtividade dos caixas. O Gatecash, além de combater as fraudes no PDV, também pode ser usado como ferramenta de gestão, pois associa dados de compras a imagens e áudio. Uma ferramenta valiosa para treinamento e gestão de pessoas.

4. A tecnologia vai alavancar suas vendas

Com as fraudes controladas e reduzidas, é hora de pensar em aumentar as vendas. Caixas mais ágeis ajudam a loja a vender mais e atrair clientes. Com uma equipe bem treinada, aliada às tecnologias que facilitam o dia a dia, as vendas aumentarão gradativamente. A eliminação dos confinados, deixando-os expostos com segurança aumentam os resultados, especialmente com as compras por impulso. Existem muitas tecnologias para expor os mais variados produtos desde etiquetas, protetores de policarbonato e cadeados eletrônicos.

5. A tecnologia reduz custos e tempo nas operações

É um fato: quanto mais ágeis forem os caixas, menor é o tempo de espera nas filas e mais satisfeitos ficam os clientes. Divergência de preços e lentidão na leitura dos códigos de barras são apenas alguns dos problemas que geram custos e aumentam o tempo nas operações. Com os desativadores, as etiquetas são desativadas ao mesmo tempo em que se realiza a leitura do código de barras. Duas operações simultâneas, o que gera maior confiabilidade e menos erros.

Esses são alguns pontos que demonstram como é crucial investir em tecnologias que transformem a rotina da frente de caixa. Levando em consideração o ponto de vista do cliente, tornar a experiência de compra mais fluida e ágil faz com que ele se sinta mais bem atendido e a tendência é retorne ao seu estabelecimento. Conseguir uma eficaz gestão da frente de caixa só traz benefícios para ambos os lados.

* Adriano Sambugaro é diretor de Marketing da Gunnebo.

Fonte: Portal Newtrade

FCDL Notícias
  • Varejo agora é high-tech

    Continue lendo Clique e leia
  • Jornada de compra: pesquisa mostra grau de preparo dos lojistas com cada etapa

    Continue lendo Clique e leia
  • Lojas Biônicas se tornam realidade

    Continue lendo Clique e leia
  • Vídeos geram 30% mais vendas do que fotos nas redes sociais, revela estudo

    Continue lendo Clique e leia
  • Consumidores estão mais abertos ao consumo de marcas locais

    Continue lendo Clique e leia
  • Como as PMEs estão transformando o sistema bancário

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais