FCDL Notícias

Cinco dicas para transformar sua equipe em máquina de vendas

Você sabe que seus vendedores de varejo são uma parte importante do sucesso de sua loja, e que realmente eles poderiam impulsionar as vendas? Os compradores que interagem com os vendedores na loja têm 43% mais chances de fazer uma compra, de acordo com uma pesquisa feita por Mindtree. Eles também gastam 81% a mais do que o comprador médio.

Em outras palavras, os vendedores são fundamentais para aumentar as vendas no varejo. Infelizmente, os vendedores também podem fazer cair as suas vendas na loja. Quase 40 por cento dos compradores pesquisados saíram de uma loja e compraram de um concorrente porque os vendedores não os ajudaram ou não tinham a informação de que precisavam.
As seguintes táticas garantirão que seus vendedores estejam aumentando – não diminuindo – suas vendas:

Passo 1: acelerar

O atendimento rápido é uma prioridade para os compradores, por isso também precisa ser uma prioridade para seus vendedores. Deixe-os saber que ajudar os clientes é mais importante do que tarefas, como endireitar as prateleiras ou preencher a papelada e que é bom deixar tudo para ajudar um cliente. Treine os funcionários de forma rotineira para que todos possam aumentar vendas. Dessa forma, você não terá um vendedor sobrecarregado de trabalho no estoque e outros dois o dia inteiro dobrando camisolas.

Passo 2: faça contato

Mais de 70 por cento dos clientes pesquisados, gostam de interagir com vendedores. Treine a equipe para cumprimentar os clientes assim que entrarem na loja. Reconhecer os clientes que estão aguardando atendimento também é um esforço que precisa ser feito. Se a fila no caixa está ficando mais longa, agradecer aos clientes a espera aliviará sua frustração.

Passo 3: tenha vendedores suficientes na loja

Use o programa de escala de colaboradores para eliminar a confusão e mal-entendidos resultantes do uso de quadros brancos, pranchetas ou planilhas para criar a programação semanal. Procure um aplicativo de agendamento de equipe que facilite a criação e gerenciamento de agendamentos em seu computador ou dispositivo móvel e permite que os colaboradores verifiquem seus horários em qualquer lugar. Dessa forma, não há desculpa para estar com pessoal faltando na loja.

Passo 4: observe os sinais

Os compradores geralmente mostram muitos sinais quando precisam de ajuda, como olhar ao redor da loja ou parecerem confusos. Treine seus vendedores para serem observadores e alertas para esses sinais. Você também pode ajudar a garantir que todos obtenham assistência, projetando o layout da sua loja para minimizar os pontos cegos. Isso torna mais fácil para os vendedores ver os compradores em toda a loja. Finalmente, os vendedores circulam pela loja para que não percam os clientes que estão lutando. Nada de ficarem de braço cruzado na porta da loja.

Passo 5: Forneça formação aos vendedores para fornecer informações que os clientes desejam

Claro, os compradores contam com as avaliações de produtos on-line ao fazer uma compra, mas de acordo com o estudo, os vendedores na loja são a fonte número 2 de informações do produto, logo atrás de sites e avaliações. Educar regularmente os funcionários sobre novas mercadorias e linhas de produtos à medida que as adiciona ao seu estoque. Equipe os vendedores com dispositivos móveis para que eles possam procurar informações ou verificar o inventário sem ter que entrar no estoque. Quanto mais seus vendedores sabem sobre seus produtos, mais útil eles podem ser – e melhor eles podem recomendar produtos adicionais para comprar.

Trate seus vendedores com o respeito que merecem, prepare-os com o treinamento e as ferramentas adequadas, e exemplifique como você deseja que eles tratem os clientes e, em breve, você terá uma loja cheia de máquinas de venda.


Fonte: Portal Varejo Ativo

FCDL Notícias
  • O que vale mais: experiência extraordinária ou experiência sem fricção?

    Continue lendo Clique e leia
  • Um olhar sobre o varejo atual: tudo o que sua empresa precisar saber

    Continue lendo Clique e leia
  • Caminhos para fomentar um ambiente colaborativo nas empresas

    Continue lendo Clique e leia
  • A importância de ESG para o pequeno empreendedor

    Continue lendo Clique e leia
  • Hábitos de consumo das brasileiras antecipam tendências no setor de beleza

    Continue lendo Clique e leia
  • O franchising como resposta para o crescimento das empresas

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais