FCDL Notícias

Com menos lojas e quadro enxuto, dona da Le Lis Blanc e Dudalina reverte prejuízo

A Restoque, empresa que detém as marcas de moda Le Lis Blanc, Bo.Bô, John John, Rosa Chá, Dudalina, Individual e Base, conseguiu reverter prejuízo em lucro no segundo trimestre deste ano, conforme a companhia anunciou em relatório.

O lucro líquido consolidado foi de R$ 8,26 milhões, frente a um prejuízo de quase R$ 12,8 milhões no mesmo trimestre do ano passado. O resultado veio com o aumento de 19,3% nas vendas da companhia e com a estratégia da empresa de se tornar mais eficiente.

A renovação de estoque, a manutenção do ciclo de lançamentos, a redução do período promocional e a volta ao calendário usual das marcas com apenas duas liquidações anuais (nas trocas de coleção) e eliminação de promoções “in season” ajudaram a companhia a aumentar a rentabilidade. Por isso, além do aumento das vendas, a empresa conseguiu aumentar a margem bruta em 1,6 pontos percentuais.

Fechamento de lojas

Para elevar a eficiência da operação, a empresa havia mencionado o plano de fechamento de lojas e redução de quadro de funcionários. No primeiro semestre deste ano, foram fechadas 26 lojas. Agora, a companhia soma 301 unidades. Também foram reduzidas 277 posições na área administrativa, uma queda de 35%.

“Houve ganho de agilidade e simplificação da operação, ao mesmo tempo em que foi aberto espaço para investimento na equipe de vendas, na gestão de varejo, em marketing e, como consequência, maior foco em nossos clientes”, disse a companhia em relatório.

Mesmo com a redução de 8,2% no número de lojas, a receita no varejo cresceu 18,3% no trimestre. As vendas em mesmas lojas foram 21,1% maiores. Considerando as marcas, houve forte aumento em vendas em mesmas lojas: Le Lis Blanc apresentou alta de 23,7%; Dudalina de 18%; John John de 27,6% e Bo.Bô de 13,8%.

A produtividade das lojas cresceu 20,7%, e a companhia apresentou crescimento em outros canais (incluindo e-commerce) de 78,6%. Somente o e-commerce apresentou aumento de 192,3% em vendas. O canal representa, contudo, apenas 3% da receita do trimestre. Segundo a companhia, a renovação da plataforma tecnológica, gestão especializada e novo foco em marketing suportaram este crescimento.

 

Fonte: Portal No Varejo

FCDL Notícias
  • Conheça 10 atitudes que destacam os melhores vendedores lojistas!

    Continue lendo Clique e leia
  • O que é comportamento empreendedor, segundo três especialistas

    Continue lendo Clique e leia
  • Sete dicas para melhorar a experiência do cliente nos atendimentos com chatbots

    Continue lendo Clique e leia
  • Como usar as redes sociais para vender mais

    Continue lendo Clique e leia
  • Os cinco pilares de um atendimento excepcional ao cliente

    Continue lendo Clique e leia
  • Confiança como ponto chave para o e-commerce

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais