FCDL Notícias

Consumidores jovens dos EUA evitam cartão de crédito

A geração ‘Millennials’ é o termo usado para categorizar os indivíduos que nasceram entre 1980 e 2000. A definição foi criada pelos autores norte-americanos William Strauss e Neil Howe em 1991. Apenas um de cada três pessoas desta geração usa cartões de crédito, segundo pesquisa da Bankrate.com, em comparação com a maioria dos americanos mais velhos.

Além disso, uma pesquisa do Federal Reserve concluiu que os jovens de 18 a 24 anos davam mais preferência a pagar com dinheiro do que outros grupos etários. E se eles têm um cartão, geralmente é pré-pago ou de débito, descobriu o TD Bank.

Nada disso é uma boa notícia para bancos como o JPMorgan Chase & Co. ou para as redes de pagamentos como Visa e MasterCard, porque as taxas que eles recebem pelas transações com cartões de débito são inferiores às dos cartões de crédito. A crise financeira global de 2008 e o custo cada vez maior do ensino superior talvez também tenham assustado alguns millennials.

“Eles viveram a grande recessão justo quando começavam a faculdade ou a carreira e pensavam em comprar uma casa”, disse Erin Currier, diretora de segurança e mobilidade financeira da Pew Charitable Trusts. “Eles são muito sensíveis a essa experiência de vida.”

Endividados

Os millennials têm mais empréstimos estudantis para pagar do que as gerações mais velhas. Cerca de 41% deles tinham esse tipo de dívida, segundo um relatório do Pew em 2015. O número se compara com 26% da geração X, 13% dos baby boomers e 3% da Geração Silenciosa, nos respectivos picos.

Essa dívida também é maior: de 1990 até 2015, a dívida estudantil para um bacharelado de uma universidade típica aumentou cerca de 164%, segundo dados do Departamento de Educação dos EUA.

Essas grandes obrigações poderiam explicar a aversão dos millennials pelos empréstimos, disse Currier. Com o tempo, talvez eles nunca se sintam tão à vontade com os cartões de crédito e a dívida como as gerações anteriores, disse ela.

A TransUnion confirma que os milênios possuem menos cartões e têm saldos mais baixos do que os membros da geração X quando esse último grupo tinha de 21 a 34 anos, graças em parte à legislação que limita a comercialização de cartões de crédito no campus e ao boom subsequente do uso de cartões de débito. Os millennials também usam mais os empréstimos pessoais e automotivos, segundo a TransUnion, em vez dos cartões de crédito.

Fonte: Portal Bloomberg

FCDL Notícias
  • Varejo agora é high-tech

    Continue lendo Clique e leia
  • Jornada de compra: pesquisa mostra grau de preparo dos lojistas com cada etapa

    Continue lendo Clique e leia
  • Lojas Biônicas se tornam realidade

    Continue lendo Clique e leia
  • Vídeos geram 30% mais vendas do que fotos nas redes sociais, revela estudo

    Continue lendo Clique e leia
  • Consumidores estão mais abertos ao consumo de marcas locais

    Continue lendo Clique e leia
  • Como as PMEs estão transformando o sistema bancário

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais