FCDL Notícias

Entenda como as empresas podem se beneficiar com o Pokémon Go

Pokémon Go é o jogo mais baixado e jogado nos dias atuais virou uma febre em muitos locais do mundo e no Brasil não seria diferente. Assim como várias tendências, o sucesso do Pokémon GO pode não durar pra sempre. No entanto, eles oferecem grandes oportunidades de crescimento de receita e de vendas para quem souber reagir bem à “febre” do momento e inovar. Nem sempre isso precisa de um investimento grande – basta investir no produto certo e pelo período correto.

O Pokémon Go é um jogo desenvolvido pelo Nintendo e segue a ideia de realidade aumentada. O objetivo do jogo passa a ser a captura de Pokémons que se encontram em diferentes locais em diversos pontos da cidades, e seria justamente nesse ponto a primeira oportunidade para você empreendedor ou empresário.

Tecnicamente não seria um anúncio e campanhas publicitárias explícitas como ocorre em outros meios, mas sim uma maneira de permitir que as empresas se tornem pontos certos para a captura de Pokémons ou de treinamento dos Pokémons capturados e abastecimento de pokebolas – ou seja, tornar a sua empresa um Pokestop.

Entenda como se beneficiar

Vamos analisar as possíveis oportunidades a partir de números obtidos com o Pokémon Go nos Estados Unidos. Com apenas uma semana após lançamento do jogo, no país, pode-se dizer que os números de download assustaram a todos os especialistas dos jogos e marketing. Foram mais de 65 milhões de usuários cadastrados no jogo, o que acabou ajudando diversos restaurantes, cafés e varejistas pelo país.

Mas como o jogo acabou “ajudando” esses locais? Muito simples, por ter justamente algum tipo de Pokémon colocado sobre eles e em suas redondezas, atraindo as pessoas que estavam jogando. Logo os comerciantes puderam notar que o jogo estava ajudando movimentar os seus estabelecimentos, inclusive aumentar o consumo sobre

os seus produtos ou serviços. Assim surgiu a ideia de “anunciar” a empresa a partir do conceito de pokestop do jogo.

Segundo o gerente do pizza bar “L’inizio” que se encontra localizado em Long Island em Nova York, as vendas do estabelecimento obtiveram um aumento de 75 % assim que fora ativado o recurso “módulo de atração”. Para ativar o recurso o gerente afirma ter gasto cerca de US$ 10 para ter um total de meia dúzia de Pokémons sobre o seu comércio, atraindo uma quantidade maior de pessoas e que acabavam consumindo no pizza bar.

Nesse caso a ideia seria justamente a sua empresa se beneficiar de toda a febre do Pokémon Go utilizando esse conceito de pokestop que tende a permitir que a empresa contrate o serviço de módulo de atração. Com isso, pode aplicar diferentes personagens sobre o local ou inclusive a partir de suas redondezas. Mas não é só isso, a empresa pode lucrar com a venda de artigos envolvidos com personagens dos jogos e muito mais.

Usando o Módulo Lure

O módulo lure nada mais é que um módulo de atração como citado logo acima, e que pode proporcionar muitos benefícios para as empresas. Para que a sua empresa consiga se beneficiar é necessário ainda entender os princípios desse módulo a começar pela ideia de que apenas comércios e pontos “físicos” tendem a se beneficiar desse sistema. O módulo tende a ser adquirido através do próprio aplicativo e possui variados valores.

No Brasil esse módulo pode durar 30 minutos cada, sendo que o empreendedor pode comprar o Pokémon individualmente ou inclusive optar pela compra de um pacote com diversos personagens.

Além disso, para que consiga estender o módulo basta que desembolse uma quantia de aproximadamente US$ 20 sendo que os personagens do jogo acabam ficando sobre o seu estabelecimento o dia inteiro, o que é capaz de atrair mais treinadores e potenciais clientes. Entenda que para o uso do módulo existe a necessidade de ir ao pokestop que não tenha o módulo ativado, então clicar sobre o pokestop para você possa ativá-lo.

E se não tiver pokestop ou ginásios perto de minha empresa?

Caso isso ocorra com você será necessário entrar no site oficial do jogo para que realiza a solicitação de instalação de novos pokestops e ginásios na região que no caso tem interesse. A página para solicitar o ponto seria a de suporte e a pessoa precisa preencher todo o formulário compartilhando seu desejo.

Outra possibilidade: os estabelecimentos também podem se tornar Patrocinadores do jogo. Algumas marcas já estão aproveitando essa onda. No Japão, pouco depois do lançamento do jogo o McDonald’s fechou uma parceria com o Pokémon GO para ser o primeiro patrocinador do game, transformando 3 mil lojas da marca de fast-food em ginásios no Pokémon Go, explica Alvaro Morilla, analista da Kantar Retail. “Pagando uma taxa por visita, parecida com o “custo por clique” do Google, o McDonald’s se posiciona rapidamente no nicho gamer, o que pode aumentar o tráfego de pessoas nos seus restaurantes, podendo potencialmente aumentar as vendas”, detalha ele.

Quem também já aproveitou essa ideia foi a varejista norte-americana Sprint, que ofereceu treinamentos para que seus funcionários se tornassem “experts em Pokémon GO”, transformando suas lojas e seus funcionários em um destino para quem buscava um especialista nos bichanos virtuais.

Até mesmo o serviço de transporte Lyft está aproveitando a onda, oferecendo descontos para usuários que estejam fazendo uma corrida até uma PokeStop – e a parte boa é que, no geral, as PokeStops são pontos de referência em uma cidade, que podem ajudar a economizar também em corridas para quem não vai caçar Pokémons.

O que essa tendência recente mostra é que é possível que para os varejistas, o futuro da interação com o shopper seja através da gamificação e da experiência, transformando a compra em algo divertido e oferecendo recompensas.

Em geral, o tráfego em shoppings e lojas físicas pode ser impulsionado pelo Pokémon GO, seja pelo convite a vir buscar Pokémons nas lojas ou até mesmo ao fazer marketing ao redor do jogo, oferecendo descontos ou ofertas para os treinadores Pokémon. O desafio principal é transformar esse transeunte em comprador, e fazer desse novo consumidor um cliente fiel.

Acredito que o sucesso do Pokémon GO pode não durar pra sempre. No entanto, hoje eles oferecem grandes oportunidades de crescimento de receita e de vendas para quem souber reagir bem à “febre” do momento e inovar.

* Maris Stella Silva é Diretora de Planejamento e novos negócios na Agência Uprise.

Fonte: Portal Administradores

cheap jerseys

including the main bus terminal is in a museum at the Imperial Palace in Las Vegas, but in the A1 molecule. With campaigns heating up as the March 19 local elections loom across the state. 00 fine on anyone caught having an animal on their lap while driving a car. whose house faces the levee directly in front of the derailment site. 561 702 4676 Stu Naar Ed Zieky Fabulous lake view 4BR.
don’t forget to unhook your radio, Kane Richardson (it was one of his deliveries which Martin Guptill deposited on the roof of the Eden Park stand),so you end up on the other side completely Other year over year improvements came in infrastructure and transportation, cheap nfl jerseys our own IFL will have to be thought cheap michael kors in just about every capital bility, like pork.

FCDL Notícias
  • Varejo agora é high-tech

    Continue lendo Clique e leia
  • Jornada de compra: pesquisa mostra grau de preparo dos lojistas com cada etapa

    Continue lendo Clique e leia
  • Lojas Biônicas se tornam realidade

    Continue lendo Clique e leia
  • Vídeos geram 30% mais vendas do que fotos nas redes sociais, revela estudo

    Continue lendo Clique e leia
  • Consumidores estão mais abertos ao consumo de marcas locais

    Continue lendo Clique e leia
  • Como as PMEs estão transformando o sistema bancário

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais