FCDL Notícias

Experiência do cliente deve estar no centro da estratégia

Varejo e experiência de eventos estão simbioticamente ligados e o olhar do entretenimento pode e está sendo cada vez mais aplicado no setor varejista. Luis Justo, CEO do Rock in Rio, fez um paralelo entre os dois mundos durante painel sobre o futuro da experiência do consumidor no quarto dia do Global Retail Show, maior evento digital de varejo e consumo do mundo, realizado nesta semana.

Segundo Justo, cada vez mais esse olhar sobre a construção de uma experiência deve ser pauta, especialmente pelo olhar da experiência física do varejo. Sob esta ótica, o empresário trouxe cinco insights sobre customer experience que ele chamou de retailtainment (união do entretenimento com o varejo).

Entretenimento sempre foi omini e o componente físico sempre construiu a experiência;

O digital não vai acabar com o físico;

E-Shoppings Festivals onde o live streaming se torna uma grande plataforma de conteúdo para o e-commerce;

Entrada no universo de games. O Fortnite está vendendo US$ 3 bi em roupas sem pregar um botão com a comercialização dos seus produtos, ou seja, o universo dos games é um território onde o conteúdo tem um crescimento relevante e os varejistas precisam olhar para esse canal;

Proposta de valor: experiência do cliente como centro da estratégia.

De acordo com Justo, a estratégia do Rock in Rio se desenvolve a partir do propósito da marca, que ele chama de ambição vencedora. Para o CEO, o Rock in Rio se consolida como uma experiência para o público, que não vai à Cidade do Rock apenas para assistir aos shows, mas para passar o dia, conhecer novas atrações, confraternizar e fazer parte do universo que a marca estabeleceu.

“Cada vez mais, o formato vai evoluir. Queremos que o Rock in Rio seja conhecido como um parque temático, um evento de entretenimento em todas as suas vertentes”, comenta.

Força da marca

Seja investindo no e-commerce, oferecendo um produto novo ou simplesmente se posicionando de maneira plural, a Pepsico é uma dessas marcas que parou para ouvir seus consumidores, por isso, vem colhendo grandes frutos. Daniela Cachich, vice-presidente de marketing da empresa, acredita que, mais do que nunca, é o momento de abrir as portas para ouvir e ofertar exatamente aquilo que a sociedade deseja, uma vez que o mundo e seus consumidores não devem manter suas vontades atuais.

Com atenção constante aos posicionamentos e aos desejos imediatos dos consumidores, Daniela revela que a única certeza é a importância de estar aberto para ressignificar. “Estamos tendo que ressignificar muitas coisas nas nossas vidas e com a forma de fazer negócio não é diferente”, finaliza.

De ouvidos no consumidor

Daniela Cachich, vice-presidente de Marketing da Pepsico anunciou, durante o Global Retail Show, a volta dos tazos depois de 15 anos para o portfólio da empresa. A parceria será entre Elma Chips e Pac-Man, que este ano comemora 40 anos no Brasil. A executiva disse que o Brasil é o quarto maior mercado de games com 66 milhões de jogadores e o Pac-Man é o jogo número 1 da família, por isso faz muito sentido juntar os dois produtos. “Em breve os pontos de vendas terão as unidades de Elma Chips com 40 variedades de tazos com QR Code para que as pessoas possam acumular vidas e levarem esse bônus para o jogo”, explicou.

 

Fonte: Mercado & Consumo

FCDL Notícias
  • O que vale mais: experiência extraordinária ou experiência sem fricção?

    Continue lendo Clique e leia
  • Um olhar sobre o varejo atual: tudo o que sua empresa precisar saber

    Continue lendo Clique e leia
  • Caminhos para fomentar um ambiente colaborativo nas empresas

    Continue lendo Clique e leia
  • A importância de ESG para o pequeno empreendedor

    Continue lendo Clique e leia
  • Hábitos de consumo das brasileiras antecipam tendências no setor de beleza

    Continue lendo Clique e leia
  • O franchising como resposta para o crescimento das empresas

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais