FCDL Notícias

Flexibilidade cognitiva: o que é esta habilidade essencial ao empreendedor

Estudo feito por pesquisadores de Cambridge aponta que a flexibilidade cognitiva pode ser um dos quesitos mais importantes na hora de empreender e liderar em geral. Segundo a publicação, esse tipo de habilidade permite que as pessoas vejam os problemas sob diferentes perspectivas, com base em variados conceitos e, assim, adaptem o seu comportamento para chegar aos objetivos mesmo em um ambiente em transformação.

Isso significa que, antes de medir a inteligência, como propõe um teste cognitivo padrão, como o de QI (quociente de inteligência), no caso da flexibilidade cognitiva o que está em foco é a capacidade de aprender a aprender, e de ser flexível em relação a como aprendemos e absorvemos novos conceitos.

O estudo, que ainda está em andamento, também afirma ser possível melhorar a nossa flexibilidade cognitiva por meio de certas técnicas.

Corrigindo rotas já traçadas

Segundo o estudo, a flexibilidade cognitiva tem o mérito de nos auxiliar a perceber que aquilo que estamos fazendo não está levando a qualquer tipo de sucesso, e assim fazer as modificações necessárias para alcançá-lo. Ou seja, trata-se de uma soft skill relacionada ao autoconhecimento, bem como à capacidade de reaprender.

Um exemplo simples é de que algumas pessoas, mesmo percebendo que existem obras no seu caminho ao trabalho, preferem continuar no mesmo trajeto todos os dias, mesmo com a maior demora. Outras vão fazer o possível para evitar aquele local e encontrar um caminho alternativo o quanto antes para não perder tempo com algo desnecessário. O segundo grupo possui maior flexibilidade cognitiva.

Durante a pandemia que enfrentamos atualmente, a flexibilidade cognitiva tornou-se ainda mais importante, já que novos desafios foram criados, sobretudo em relação ao trabalho.

Algumas pessoas tiveram mais facilidade em adequar sua rotina a novos padrões de home office, enquanto outras tiveram mais dificuldade e acabaram se agarrando a antigas rotinas e métodos, evitando ao máximo a mudança de paradigmas, com empresas exigindo a volta ao trabalho presencial o quanto antes, enquanto outras tiveram maior maleabilidade (isso, é claro, depende em parte da área em que a empresa atua).

Como melhorar a sua flexibilidade cognitiva

De acordo com o estudo, ao contrário do que muitos pensam, a criatividade também é extremamente importante em áreas como ciência e inovação. Dentre empreendedores que já tiveram várias companhias, o estudo detectou que eles são mais flexíveis em termos cognitivos a executivos de idades similares e QI parecido.

Além disso, a flexibilidade cognitiva está associada a uma maior resiliência em relação a eventos negativos da vida e a uma melhor qualidade de vida em geral. Ela também está ligada à maior facilidade de reconhecer emoções, pensamentos e intenções dos outros, o que é algo importante ao liderar pessoas.

Uma das formas de melhorar a flexibilidade cognitiva é por meio da terapia comportamental cognitiva, muito em voga hoje em dia nos consultórios de psicólogos. Isso porque já foi testado que esse tipo de terapia ajuda a pessoas a identificar seus padrões de pensamentos e fazer ajustes onde for necessário.

Uma pessoa depressiva, por exemplo, pode pensar obrigatoriamente que um amigo que não entra em contato com ela por uma semana não se importa mais com ela. Por meio da terapia, ela pode olhar para outros aspectos, como o fato de a pessoa estar ocupada e às vezes não ter tempo para interagir com ela, por exemplo.

 

Fonte: Whow! Empreendedorismo

FCDL Notícias
  • Conheça 10 atitudes que destacam os melhores vendedores lojistas!

    Continue lendo Clique e leia
  • O que é comportamento empreendedor, segundo três especialistas

    Continue lendo Clique e leia
  • Sete dicas para melhorar a experiência do cliente nos atendimentos com chatbots

    Continue lendo Clique e leia
  • Como usar as redes sociais para vender mais

    Continue lendo Clique e leia
  • Os cinco pilares de um atendimento excepcional ao cliente

    Continue lendo Clique e leia
  • Confiança como ponto chave para o e-commerce

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais