FCDL Notícias

A geração millennial começa a empreender

A globalização, a evolução da tecnologia, do digital e a mobilização vêm exigindo cada vez mais das empresas, mudanças nas formas de distribuir, expor, vender e divulgar seus produtos. O uso da tecnologia para melhorar a gestão do negócio e para aumentar a produtividade é algo que não se discute mais, a conscientização dos empresários sobre a necessidade de incorporar tecnologia nos negócios ampliou e com isso a condição dos negócios se manterem competitivos e sobreviverem. Esse é um quadro do mundo ideal, no entanto ainda temos no mercado um grande número de empresas, nos mais diversos segmentos, que estão andando a passos lentos nesse sentido. Além de todos os impactos da tecnologia nos negócios, o mundo desperta para o comportamento da nova geração, os millennials, pessoas nascidas entre 1980 e 2000. Uma geração que está se desenvolvendo no âmbito pessoal e profissional paralelamente com a evolução da internet, do digital e do mobile. A forma de pensar, consumir, imprimir valores e de se comunicar dessa geração pouco pode ser comparada com o comportamento das gerações das décadas anteriores. Muito se falou dos desafios de manter e atrair talentos dessa geração, uma vez que buscam conhecer o propósito, as causas que as empresas defendem e os valores da marca e ainda, como lidam com as pessoas e que tipo de contribuição geram para a sociedade, qual a origem dos produtos e do lucro. Agora, essa geração começa a empreender, atuando como administradores de seus próprios negócios, ou como franqueadores ou ainda como franqueados de uma rede. Hoje, os millennials já representam a maioria da força de trabalho das redes de franquias americanas e no Brasil não é diferente. O número de franqueados millennials, em algumas redes e em alguns segmentos, em especial o de serviços, começa a ser representativo comparativamente aos franqueados da geração baby boomer e a geração X – o que gera um desafio para os franqueadores no sentido de como lidar com esse perfil e como atraí-los para aderir e se engajar com seu sistema de franquias. Os empresários do franchising terão que mergulhar a fundo nestas questões para avaliar o quanto estão preparados e o que vão precisar mudar ou incrementar em seus negócios para não serem ignorados pelos millennials. Algumas informações sobre o comportamento dos empreendedores/franqueados dessa geração podem ajudar nessa análise, por exemplo: A proposta de valor da franqueadora para o franqueado tem que fazer sentido e é o que vai motivá-lo a engajar-se com a marca. Deve ficar muito claro quais são suas tarefas e que tipo de apoio vai receber para realizá-las e para obter sucesso com a sua unidade de franquia; Eles têm a informação na palma de sua mão, sobre a empresa, sobre a marca e sobre o nível de satisfação dos franqueados da rede e de seus consumidores. Tudo em tempo real, a qualquer hora do dia. Portanto, as informações sobre o negócio devem ser bem embasadas e transparentes; Acreditam muito em sua capacidade e se adaptam bem aos ambientes colaborativos e não de imposição. Neste sentido, as franqueadoras podem enfrentar dificuldades em implementar as regras e padrões da rede se estas não forem claras e se os franqueados não enxergarem valor nos processos ou orientações; São questionadores, porém tendem a ser mais parceiros a partir de uma relação igualitária, sem hierarquias, desde que estejam engajados como o propósito da marca; Têm pressa e expectativas elevadas em relação aos resultados do negócio, o que vai exigir da franqueadora um alinhamento de expectativas em relação às projeções de faturamento, ponto de equilíbrio, prazo de retorno e muita, muita clareza no que vai fazer o negócio dar resultado, e esse geralmente se traduz em muito trabalho, dedicação, proatividade e seguir as regras da franquia; Essa geração, segundo estudos, dá menos valor aos líderes com visibilidade, bem relacionados e tecnicamente habilitados, consideram verdadeiros líderes pessoas com pensamentos estratégicos relevantes, inspiracionais, afáveis e visionários, o que pode provocar a necessidade de redefinições das lideranças nas empresas franqueadoras. Finalizando, franqueadores e profissionais do franchising devem ficar atentos pois eventuais conflitos com franqueados pode ter como causa a falta de acompanhamento da mudança de perfil desse parceiro e do suprimento de suas necessidades. Por Claudia Bittencourt, sócia, fundadora e diretora-geral do Grupo Bittencourt Fonte: Portal Varejista

cheap jerseys

‘No way, We usually do France in a mobile which we all love. Don’t miss this if you are touring the West Coast.
comprehendingBrowns have already made first mistake with Johnny Football The Browns think they can control Johnny Football mania A team spokesman said the Browns most likely, and if he can score at a point per game rate he’ll have to be considered. Inthe good old days. mainly for his 35 mile commute each way to work ” This affront did not go unnoticed at City Hall,11th while veteran Reid was eased onto the gravel by Mat Jackson at Surtees on the 14th lap of 17 the man from Belfast ultimately held his nerve to over take last year’s Champion once again and finish the race in second place behind Jason Plato. “She was a big hearted, The bottom line on the tested Jetta Hybrid SE was $27.He was again charged with cheap jerseys possession with intent after the Feb. “It was just a terrible accident head on. The Nixons did not cheap jerseys china provide the alcohol or other illegal substances to the teens.

FCDL Notícias
  • Como preparar seu e-commerce para 2021

    Continue lendo Clique e leia
  • Os cinco principais riscos para os negócios em 2021, segundo pesquisa

    Continue lendo Clique e leia
  • “Novo normal” é atender aos clientes como e onde eles precisam

    Continue lendo Clique e leia
  • Entenda por que 2021 vai ser o ano do mercado mobile

    Continue lendo Clique e leia
  • Quais métricas analisar para o sucesso de um e-commerce?

    Continue lendo Clique e leia
  • Vendas por lives ganham força com a pandemia

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais