FCDL Notícias

Maioria dos jovens brasileiros já usou influenciadores para conhecer marcas

O marketing de influência se consolidou como uma das estratégias mais eficientes para impactar os millennials e a geração Z. Com o advento de gerações que nasceram acostumadas ao digital, a relação dos consumidores com as empresas sofreu – e ainda vai sofrer – muitas alterações. Hoje, os influenciadores digitais (ou influencers, como queira) são os pivôs dessas mudanças.

Um estudo feito pela Youpix, especialista no mercado de criadores de conteúdo, mostrou que a maioria dos jovens brasileiros já teve contato com alguma marca por meio de influenciadores. Segundo a pesquisa, 64% dos jovens de 18 a 34 anos já usaram influenciadores digitais como uma fonte para conhecer uma marca ou produto. Ainda de acordo com a pesquisa, 48% dos jovens já fecharam uma compra levando em consideração as dicas e impressões compartilhadas pelos criadores de conteúdo. Apenas 10% disseram que nunca foram influenciados pelas pessoas que falam sobre uma empresa ou algum produto específico.

Mercado em alta

O mercado de influenciadores digitais tem números expressivos mundialmente. Os influencers foram os responsáveis por movimentar US$ 4 bilhões no ano passado. No Brasil, eles já representam a segunda fonte mais relevante para a tomada de decisão de compra, segundo uma pesquisa da Qualibest. Os youtubers e instagramers só perdem para a indicação de amigos e parentes. Ou seja, a opinião dos influenciadores vale ouro.

Com ascensão desses profissionais, várias empresas têm se especializado neste público. Outras várias já nasceram com esse propósito. Existem plataformas que funcionam como “bancos de influencers”. Nessas plataformas, é possível encontrar um influenciador inserindo algumas informações sobre as campanhas, como assunto, número de pessoas que serão impactadas e quais canais serão usados.

Gerando engajamento

Segundo a Youpix, o segredo para engajar é escolher influenciadores autênticos e que interagem com o público. Por isso as “lives” se tornaram uma ferramenta poderosa. Os vídeos transmitidos ao vivo para os usuários nas principais redes sociais engajam o consumidor, que pode interagir e até mudar o rumo da interação com algum comentário.

A empresa ainda afirma que é necessário ter criadores de conteúdo que façam seus consumidores se sentirem representados. A Youpix afirma que “além de terem um alto engajamento com marcas que os tratam como números, seguidores também consomem de marcas que possuem mensagens de empoderamento, diversidade e inclusão”.

Fonte: Portal Consumidor Moderno

FCDL Notícias
  • Conheça 10 atitudes que destacam os melhores vendedores lojistas!

    Continue lendo Clique e leia
  • O que é comportamento empreendedor, segundo três especialistas

    Continue lendo Clique e leia
  • Sete dicas para melhorar a experiência do cliente nos atendimentos com chatbots

    Continue lendo Clique e leia
  • Como usar as redes sociais para vender mais

    Continue lendo Clique e leia
  • Os cinco pilares de um atendimento excepcional ao cliente

    Continue lendo Clique e leia
  • Confiança como ponto chave para o e-commerce

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais