FCDL Notícias

Mais de 70% de quem compra on-line usam sites de comparação de preços

Cerca de 90% dos usuários de internet já fazem compras on-line regularmente, ao passo que 73% desses consumidores digitais usam sites de comparação de preços de produtos antes de fechar uma compra. Os dados são de levantamento da Conecta, plataforma do Ibope Inteligência que pesquisa o comportamento dos consumidores on-line.

Laure Castelnau, diretora do Conecta, aponta o grande número de promoções e a comodidade de se fazer compras na internet como principais razões para a grande adesão do brasileiro ao e-commerce. “Além do preço e da comodidade, quando olhamos por região, vemos que a Norte e a Centro-Oeste estão crescendo muitíssimo no comércio on-line, porque a web aproxima o consumidor da loja. Muitas vezes é uma marca que não está em todos os estados fisicamente, mas as entregas chegam em todo o Brasil”, afirma Laure. Entre os itens mais comprados via internet pelos brasileiros estão eletrodomésticos, roupas, eletrônicos e produtos de beleza, nesta ordem.

O estudo da Conecta também revela que 80% dos internautas brasileiros baixam filmes, séries e shows, e que o equipamento mais usado para fazer o download desses produtos de entretenimento ainda é o computador pessoal, seguido do smartphone, do tablet e da smartv.

Dados da já tradicional pesquisa Webshoppers, feita pela Ebit, que monitora o comércio digital no país, comprovam que o e-commerce segue numa curva ascendente, mesmo com a crise econômica que atinge o país. Somente no primeiro semestre deste ano, as vendas pela internet atingiram a cifra de R$ 19,6 bilhões, o que representa alta de 5,2% na comparação com o mesmo período do ano passado.

“O faturamento registrou um índice positivo mesmo com o cenário de retração do varejo como um todo no atual momento do Brasil. Estamos vendo uma migração do consumo do varejo físico para o virtual. Isso porque as compras online podem ser mais planejadas, por possibilitarem a comparação fácil de produtos e preços em diversas lojas, antes de o consumidor decidir fechar seu pedido”, avaliou Pedro Guasti, presidente da Ebit. A e.bit projeta um crescimento de cerca de 8% nas vendas pela internet este ano no país, que devem movimentar cerca de R$ 44,6 bilhões.

Fonte: Portal Gouvêa de Souza

FCDL Notícias
  • Varejo agora é high-tech

    Continue lendo Clique e leia
  • Jornada de compra: pesquisa mostra grau de preparo dos lojistas com cada etapa

    Continue lendo Clique e leia
  • Lojas Biônicas se tornam realidade

    Continue lendo Clique e leia
  • Vídeos geram 30% mais vendas do que fotos nas redes sociais, revela estudo

    Continue lendo Clique e leia
  • Consumidores estão mais abertos ao consumo de marcas locais

    Continue lendo Clique e leia
  • Como as PMEs estão transformando o sistema bancário

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais