FCDL Notícias

Melhore a gestão do seu negócio com o PDCA

Se falar sobre melhoria dos resultados sempre foi um dos assuntos mais importantes de qualquer negócio, seguramente ele passará a ser o mais importante pelos próximos tempos. Me arrisco a dizer que será o mais importante pelos próximos anos.

Essa é a oportunidade de ouro que os empreendedores e membros de alta direção tem para aumentarem a eficiência de seus negócios de forma transformadora. O objetivo aqui não é apontar outra solução imediatista, cheia de dicas mágicas. É o primeiro de uma série que visa trazer a perspectiva dos resultados como efeito de causas relacionadas a forma como um negócio precisa dirigido e operado. A isso damos o nome de gestão.

É um convite a repensar a forma como as coisas acontecem definindo não apenas os resultados que realmente importam, como o financeiro, comercial, operacional e recursos humanos, mas também como direcionar os esforços para isso. Por mais que existam ferramentas tecnológicas que ajudem nessa tarefa, e vamos explorar como tirar o máximo delas, a capacidade de gerir deve definitivamente evoluir com a utilização de método. Isto é, reduzir o uso do bom senso.

Aí existe a primeira diferença, que precisamos esclarecer. Esse método de como gerenciar, chamado PDCA (sigla em inglês para Planejar, Executar, Controlar e Reavaliar), não é algo que se faz da noite para o dia, porque, além da técnica envolvida, requer atitude diferente perante o negócio.

O método incomoda no início, justamente porque não estamos condicionados a pensar de forma sistêmica. Se não bastasse, somos seres humanos e estamos mais imediatistas do que nunca. Isso não significa que os resultados não apareçam rapidamente. Pelo contrário, em 90 dias já é possível perceber melhorias significativas nos resultados.

Melhorar a gestão do negócio através do PDCA significa fazer diferente. É repensar o negócio desde sua estratégia, como por exemplo a definição dos patamares de crescimento num ambiente econômico incerto como esse que vivemos, quais os produtos ofertados, precificação e sistema logístico, mas também atividades rotineiras, como a definição dos parâmetros orçamentários a serem utilizados para reduzir as perdas das vendas e nível de gastos de forma inteligente, até como são realizadas as rotinas da supervisão para garantir a eficiência máxima da operação.

* por Luiz Muniz, diretor da Telos Resultados

 

Fonte: Portal New Trade 

FCDL Notícias
  • Experiência phygital: como a tecnologia impacta o mercado de beleza e bem-estar

    Continue lendo Clique e leia
  • Estratégia de relacionamento do PayPal combina empatia e tecnologia

    Continue lendo Clique e leia
  • Intraempreendedorismo e inovação em uma empresa familiar

    Continue lendo Clique e leia
  • 6 dicas infalíveis para aumentar as vendas no varejo

    Continue lendo Clique e leia
  • Varejo agora é high-tech

    Continue lendo Clique e leia
  • Jornada de compra: pesquisa mostra grau de preparo dos lojistas com cada etapa

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais