FCDL Notícias

Número de lojas de produtos usados cresce 81%

Fonte: Portal No Varejo

Menos burocracia e baixo custo de implantação são fatores que atraem pequenos empreendedores a abrirem lojas virtuais. Hoje em dia, já existem até plataformas para abertura de lojas populares, como é o caso da Loja Integrada. Em levantamento apresentado pela plataforma, que conta com mais de 400 mil lojas hospedadas, o ano de 2016 foi marcado pelo crescimento do número de lojas virtuais que vendem mercadorias seminovas: são 81% a mais.

Para Adriano Caetano, especialista em comércio eletrônico e diretor da Loja Integrada, a situação econômica do país é um dos fatores que fazem o brasileiro buscar dentro da própria casa itens para comercializar. “Ao abrir uma loja virtual gratuita com produtos já disponíveis em casa, o único gasto do lojista é com a embalagem. Muita gente ficou sem emprego ou precisou complementar a renda e viu nos produtos sem uso uma oportunidade de negócio. O que não tem mais utilidade para uma pessoa hoje, pode ter para outra amanhã”, explica o especialista. Ele revela que o faturamento das lojas virtuais aumentou 290% em relação a 2015.

As mercadorias usadas são vantajosas tanto para o lojista como para o consumidor. Segundo Caetano, o brasileiro viu na compra dos itens usados uma forma de economia. Cada vez mais existem lojas especializadas em produtos seminovos, como é o caso do e-commerce Meu Game Usado, que compra e vende jogos de vídeo game pelo Brasil todo e tem mais de 200 mil clientes. No geral, os seminovos são de 50% a 70% mais baratos.

FCDL Notícias
  • Conheça 10 atitudes que destacam os melhores vendedores lojistas!

    Continue lendo Clique e leia
  • O que é comportamento empreendedor, segundo três especialistas

    Continue lendo Clique e leia
  • Sete dicas para melhorar a experiência do cliente nos atendimentos com chatbots

    Continue lendo Clique e leia
  • Como usar as redes sociais para vender mais

    Continue lendo Clique e leia
  • Os cinco pilares de um atendimento excepcional ao cliente

    Continue lendo Clique e leia
  • Confiança como ponto chave para o e-commerce

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais