FCDL Notícias

O que é e como funciona a estratégia do preço psicológico?

Em um mercado com cada vez mais concorrência, surgiu a necessidade de
desenvolver estratégias para garantir a atenção do consumidor. Isso pode ser feito
de diversas maneiras, mas o preço psicológico é uma das escolhas de maior sucesso!
Quantas vezes você já deixou de levar um produto por estar muito caro ou encheu o
carrinho de compras por justificar que o preço estava bom? Isso acontece com todo
mundo.

No entanto, o que muitos clientes não sabem é que existe uma estratégia que ajuda
a influenciar essa decisão e é sobre isso que vamos falar hoje! Continue a leitura
para saber como o valor dos produtos no seu supermercado são capazes de atrair os
compradores.

O que é a estratégia do preço psicológico?

Ao estudar o comportamento dos consumidores ao se depararem com os valores
dos produtos, as empresas conseguiram notar que algumas ações poderiam
influenciar na decisão de compra. Embora a decisão sobre qual é o valor mais
adequado para comercializar um produto ou serviço não seja fácil, ao aplicar a
estratégia do preço psicológico a venda para o público se torna mais atraente e com
mais resultados.

O psicológico tem uma grande influência na hora da compra do consumidor. Isso
acontece porque, embora sejamos seres racionais, alguns valores acabam atraindo
de maneira mais eficiente a atenção do público.

A atribuição de valor para um produto utilizando a psicologia é proveniente de uma
estratégia de marketing que afirma que alguns preços contam com impactos mais
efetivos para o comprador.

Como é possível aplicar essa estratégia em um estabelecimento?

A seguir, preparamos uma lista com as principais ações que envolvem o preço
psicológico para um comércio e também explicamos como você pode aplicar essas
técnicas com os seus produtos!

Utilizar preços quebrados

O famoso 0,99 é muito relevante quando falamos de preço psicológico, uma vez que
esse número causa uma impressão de que o valor estipulado é mais barato. Dessa
forma, se o cliente estiver em dúvida sobre comprar um produto e se deparar com
uma promoção de, por exemplo, R$49,99, as chances de esse mesmo comprador
adquirir o artigo são mais amplas. A justificativa para isso é que os consumidores
estão mais atentos aos dois primeiros números de um preço, sendo assim, quando
se deparam com um produto por R$49,99 vão relacionar o valor a R$49, e não R$50.

Saber aplicar o desconto real e a porcentagem

Muitas empresas que lidam com vendas ficam em dúvida sobre apresentar o valor
real do desconto aplicado ou a porcentagem. Para isso existe uma dica muito
interessante que vai ajudar você na hora de definir essa questão e montar o cartaz
de promoção:

– quando o valor do produto for maior que R$100,00 o ideal é frisar o preço do
desconto;

– quando os valores forem menores a R$100,00 o indicado é apresentar a
porcentagem de desconto, por exemplo, 50%.

Isso ajuda na hora de driblar o nosso cérebro na hora da compra e fazer com que o
cliente acredite que dessa maneira os descontos são maiores. Legal, né? Colocando
em prática ficaria da seguinte maneira: um produto no valor de R$50 em promoção
por 20% a menos tende a chamar mais a atenção do público do que com um
desconto de R$10. Isso acontece porque o subconsciente vai entender que 20 é
maior que 10.

Estabelecer um preço por quantidade

Sem dúvida, você já se deparou com alguma promoção do estilo “pague 2 e leve 3”,
não é mesmo? Essa é mais uma estratégia de preço psicológico que pode ajudar as
vendas! Essa estratégia também inclui as ofertas que consistem em “brindes” em
determinadas compras (na compra de 2 artigos de limpeza, ganhe uma esponja!).

Apesar de já serem bastante conhecidas pelo público, essa estratégia continua
rendendo bons resultados porque para os consumidores, quando o preço
compensa, o cérebro considera essas ofertas como um negócio atrativo para o
bolso.

Facilitar a compra parcelada

Uma das opções que mais agradam os brasileiros é a de parcelar uma compra em
diversas vezes. Algumas lojas já oferecem até 24 parcelas e os consumidores
adoram essa possibilidade. Nesses casos, o que acontece é que o cliente não se
planeja no seu orçamento o preço total do produto, e sim o valor das parcelas. Isso
faz com que irracionalmente o cérebro condicione a ideia como se fosse uma
compra mais fácil para a sua condição financeira.

Destacar os diferentes valores com e sem desconto

Por fim, outra ação que auxilia a influenciar o consumidor é a possibilidade de
confirmar o preço sem promoção ou desconto e a quantia atual. Essa estratégia faz
com que os clientes possam visualizar com mais facilidade a oportunidade do
negócio. Muitas empresas usam algumas técnicas para fazer com que o preço com
desconto apareça mais destacado, alterando as cores e tamanhos, dessa forma, o
menor valor vai chamar ainda mais a atenção do público.

Quais são as melhores maneiras de aplicar o preço psicológico?

Agora que você já conhece as principais estratégias para conseguir aumentar as suas
vendas usando o valor dos produtos, temos duas dicas que podem auxiliar na hora
de alcançar resultados ainda mais expressivos:

– procure promover as melhores promoções no final do mês, dessa forma, os
consumidores não vão gastar com a sensação de culpa por extrapolar o orçamento
logo nas primeiras semanas depois do salário;

– saiba quem são os seus clientes, apenas conhecendo o perfil do público-alvo é
possível definir como é o seu comportamento de compra. Isso é ideal para definir as
melhores estratégias e alcançar os resultados desejados.

O preço psicológico é muito importante para melhorar o desempenho de um
comércio e atrair a atenção de novos clientes. No entanto, não se esqueça de
realizar um planejamento completo das suas estratégias para que os valores
estabelecidos nos produtos consigam suprir as demandas financeiras do seu
investimento.

Fonte: Varejo ESPM

FCDL Notícias
  • Conheça 10 atitudes que destacam os melhores vendedores lojistas!

    Continue lendo Clique e leia
  • O que é comportamento empreendedor, segundo três especialistas

    Continue lendo Clique e leia
  • Sete dicas para melhorar a experiência do cliente nos atendimentos com chatbots

    Continue lendo Clique e leia
  • Como usar as redes sociais para vender mais

    Continue lendo Clique e leia
  • Os cinco pilares de um atendimento excepcional ao cliente

    Continue lendo Clique e leia
  • Confiança como ponto chave para o e-commerce

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais