FCDL Notícias

O que eu ganho ao aceitar cartões de crédito e débito na minha loja?

Mesmo no pequeno varejo, uma mercearia, empório ou pequena padaria, aceitar cartões de crédito e de débito deixou de ser opcional e se tornou imperativo. 

Quem manda é o cliente, por isso, a não adoção desse meio de pagamento significa perda de vendas. Apesar de a maioria dos varejistas já terem essa consciência, escrevemos esse post para ajudar em eventuais dúvidas e reforçar a importância desse meio de pagamento para o varejo.

Alguns varejistas ainda ficam na dúvida, pois aceitar cartão na loja tem custo. 

Além das taxas das operadoras, que podem atingir até 4% sobre o valor da venda, é necessário alugar ou comprar um POS, ou contar com um TEF integrado ao PDV, equipamento para a leitura dos cartões de crédito e débito. Adicionalmente, há necessidade de se controlar os créditos feitos pelas operadoras, para conferência dos recebíveis.

As vantagens compensam? Acreditamos que sim.

Confira as principais vantagens em aceitar cartões em sua loja:

Aumento nas vendas

A primeira razão não poderia ser outra. Você e sua equipe já fizeram o mais difícil, trouxeram o cliente para dentro da loja, ele achou o produto, aceitou o preço, dirigiu-se ao caixa para pagar e no momento final a frustração! 

Perder venda no varejo por não aceitar o “dinheiro” do cliente é um pecado. Além de perder a venda, corre-se o risco de perder o cliente. Não morra na praia, aceite cartões!

Melhoria no Recebimento

Os problemas com cheques sem fundo, notas falsas e até mesmo o fiado são minimizados quando há oferta de pagamento com cartões.

Segurança

Ao receber suas vendas pelo cartão o volume de papel moeda diminui substancialmente, o que reduz as chances de quebra de caixa durante o fechamento, um ganho operacional importante. 

Outro ganho indireto para os tempos atuais é afastar os malfeitores, que, sempre bem informados, saberão que a sua loja tem pouco dinheiro para motivar um assalto.

Praticidade

Como a venda no cartão não gera troco, você ganha tempo e reduz o transtorno de ter sempre em mão moedas e cédulas de menor valor em quantidade suficiente para o seu movimento. 

E um ganho adicional, evita constrangimento com o cliente em situações tais como falta de moedas para o troco ou dar uma bala para substituí-lo.

Optar por parcelamento

Uma oportunidade extra em trabalhar com cartões é a possibilidade do parcelamento de compras, estimulando o seu cliente a compras maiores, incentivando o upsell e venda cruzada. 

Duas dicas importantes: estabeleça um valor mínimo da venda para o parcelamento; fique atento às taxas dos cartões em vendas parceladas, elas são muito maiores do que as vendas à vista.

Além de contar com o TEF, um outro sistema que é muito útil na hora de controlar as vendas em cartões é o conciliador de cartões.

 

 Fonte: Portal Info Varejo

FCDL Notícias
  • Consumidores estão mais abertos ao consumo de marcas locais

    Continue lendo Clique e leia
  • Como as PMEs estão transformando o sistema bancário

    Continue lendo Clique e leia
  • Saiba realizar promoções de forma mais rápida e sem erros

    Continue lendo Clique e leia
  • Falta de produtos na gôndola e no estoque são principais causas de perdas de vendas no varejo

    Continue lendo Clique e leia
  • Black Friday: 5 formas de usar o pós-venda para fidelizar o consumidor

    Continue lendo Clique e leia
  • Lojas Renner celebra nova coleção com campanha produzida pela Suno Paim

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais