FCDL Notícias

Oito dicas de segurança para o seu comércio durante a Páscoa

Com a proximidade da Páscoa, os estabelecimentos tendem a receber um fluxo maior de pessoas. Segundo a Associação Paulista de Supermercados (APAS), por exemplo, as vendas de ovos de chocolate devem crescer de 4% a 5% em 2018, o que representa uma maior circulação de consumidores dentro das lojas.

Os pontos comerciais, entretanto, funcionam como focos de atração para pessoas mal intencionadas e bandidos, já que mercadorias e equipamentos valiosos ficam constantemente expostos. Por esse motivo, investimentos em segurança são indispensáveis em lojas e estabelecimentos. “O lojista precisa apostar em soluções e sistemas de segurança ou poderá ter um grande prejuízo”, destaca Robert Wagner dos Santos, especialista em segurança da ADT, maior empresa de monitoramento de alarme do mundo.

A ADT relacionou algumas ações preventivas para evitar roubos e furtos, além dos procedimentos corretos para agir em casos de invasão. Confira.

1. Cuidados prévios
Tenha números de emergência sempre em mãos, como o da Polícia Militar (190); SAMU (192); Bombeiros (193) e Disque Denúncia (181). Além disso, o número de pessoas de confiança também pode ser útil. Combine com elas o que fazer em casos de suspeitas ou ocorrências;

2. Conheça os riscos
O primeiro passo para evitar essas situações é avaliar as vulnerabilidades do seu estabelecimento e se prevenir. É importante prestar atenção em cada detalhe que possa facilitar a ação do bandido, como áreas sem monitoramento, prateleiras escondidas, áreas pouco iluminadas, entre outros;

3. Estoque
Mantenha o controle do estoque atualizado e tente fazer a conferência dos itens no fim de cada dia, o que ajuda a perceber se algo está faltando;

4. Rotinas
Estabeleça uma rotina no comércio, pois o atraso gera alertas. Combine horários de abertura e fechamento da loja e converse com alguns vizinhos para que se tornem aliados da vigilância do local. Eles podem avisar se houver atraso na abertura da loja ou alguma movimentação além do horário habitual de fechamento, como luzes no interior do estabelecimento;

5. Fechamentos de caixas
Combine horários diferentes para a realização dessa atividade e evite fazer o fechamento dos caixas em horários de muito movimento no comércio;

6. Valores
Evite manipular valores elevados na loja. Dê preferência para pagamentos via banco e benefícios via operadoras especializadas. Os bandidos podem ter acesso fácil a informações como dias de pagamento e entrega de valores na loja;

7. Alarme monitorado
É altamente recomendável investir em alarme monitorado, que possui sensores que detectam abertura de portas e presença de pessoas em ambientes indesejados. As equipes de monitoramento, disponíveis 24 horas por dia, avisam rapidamente quando acontece uma invasão, e podem alertar as autoridades, mesmo que não consigam avisar os responsáveis pelo comércio;

8. Tempo para providências
Tenha locais de difícil acesso na loja. Coloque obstáculos, como cadeados, para acessar objetos mais valiosos ou mesmo portas para chegar até eles. O alarme monitorado avisará quando esses obstáculos forem cruzados ou quando houver pessoas não autorizadas no local.

Fonte: Portal Newtrade

FCDL Notícias
  • Como a digitalização dos meios de pagamento pode impactar no negócio

    Continue lendo Clique e leia
  • Omnichannel: transformando a gestão de estoque

    Continue lendo Clique e leia
  • Caminhos para uma boa reputação: como atender às expectativas do consumidor?

    Continue lendo Clique e leia
  • As oportunidades e desafios do social commerce no Brasil

    Continue lendo Clique e leia
  • 34% das redes regionais não investiram em tecnologia

    Continue lendo Clique e leia
  • O compliance digital no contexto das pequenas e médias empresas

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais