FCDL Notícias

Prevenção de perdas, o que é?

Prevenção de perdas, uma área que pode levar sua loja à falência, mas que quase nenhum
empresário dirige o devido olhar e atenção. Você, varejista, precisa falar mais sobre prevenção
de perdas, talvez você não faça ideia do valor financeiro que está sendo perdido, por não
analisar e fazer processos nessa área.

As perdas do varejo são tão grandes e afetam tanto a economia que profissionais do setor
varejista criaram uma associação nacional, onde os mesmos buscam encontrar saídas de modo
a evitar o prejuízo. A ABRAPE, Associação Brasileira de Prevenção de Perdas, é uma associação
criada a fim de tornar a prevenção de perdas uma área estratégica e que contribua, de forma
sustentável, para o aumento da rentabilidade dos negócios.

A razão do crescimento e conscientização da importância das perdas para o resultado da loja é
simples. Os empresários varejistas estão buscando maneiras de preservar os resultados, e,
quando olhamos para as possibilidades, percebemos que são poucas. Isto é, aumentar vendas
está difícil, com a crise e competitividade dos grandes varejistas o preço de venda é definido
pelo mercado.

Normalmente, o empresário se dedica pessoalmente à tarefa de comprar melhor. Reduzir
despesas é outro ponto, mas quase sempre não existem muito mais despesas a serem
reduzidas. Logo, o que ainda tem uma gordura considerável são as perdas. E, quando olhamos
para os indicadores do setor, muitas vezes percebe-se que é possível quase dobrar a
lucratividade se dermos a devida atenção para esse setor.

De onde vêm as perdas da minha loja?

Em pesquisa realizada em 2018, concluiu-se que as perdas correspondem a 1,99% sobre o
faturamento líquido e 1,82% sobre o faturamento bruto dos supermercados. Saber o número
das perdas no seu negócio é muito importante.

O primeiro passo da prevenção de perdas, é identificar o tamanho das perdas, e em seguida
entender a origem das mesmas na sua loja.

67% das perdas acontecem devido a erros nos processos internos e os outros 33% acontecem
pelas perdas externas. É fundamental que você preocupe com processos e pessoas. Grande
parte da perda é devido aos furtos internos. Você controla a entrada e saída de pessoas do
estoque? As pessoas podem entrar nessa área com bolsas e mochilas? Você utiliza câmeras de
segurança? Tudo isso deve ser analisado na hora de entender as perdas.

Dentro das perdas internas também estão a má gestão de estoque e de exposição dos
produtos. Exemplo, os produtos próximos à data de vencimento são colocados de forma mais
visível para o cliente? Como são tratados os FVL’s na hora do deslocamento pela loja? São
jogados, sem cuidado, de um lado para outro?

As perdas externas, responsáveis por 33% do total, também devem ser analisadas e, se sua
equipe pensa que não existem maneiras de reduzi-las, ela está muito enganada. Campanhas
de combate ao desperdício, ou desconto em FVL’s imperfeitos, é uma das saídas.

Mas o que é prevenção de perdas?

É bem simples, prevenção de perdas é um conjunto de processos e estratégias com o objetivo
de prevenir, combater e reduzir as perdas da empresa. Assim, os processos de prevenção de
perdas agem diretamente no combate ao desperdício, as fraudes e aos furtos, internos e
externos.

Em outras palavras, a prevenção de perdas é responsável por desenvolver, implementar e
controlar processos de modo a evitar as perdas. A prevenção de perdas também reduz os
impactos negativos das perdas na empresa. Além disso, o profissional também é responsável
por aumentar e potencializar as margens de lucro.

Como fazer a prevenção de perdas?

O primeiro passo é a conscientização de toda a equipe da empresa sobre a importância das
perdas no resultado da empresa. É uma mudança cultural, e normalmente, mais difícil de se
fazer do que se imagina. É algo que você precisará constantemente reforçar.

Em seguida, é necessário saber o quanto se perde hoje na empresa. Simples assim! Saber o
tamanho das perdas, para, a partir daí, propor ações, políticas e metas para a equipe. E, claro,
sempre acompanhar a evolução das perdas.

Os processos de prevenção de perdas serão aprimorados e ajustados ao longo do tempo, além
disso, compartilhar experiências com outros colegas de setor, ajudam a encurtar o ciclo de
aprendizagem e ganhar produtividade.

Um dos principais processos da prevenção de perdas é o inventário, que trataremos a seguir
devido sua importância.

Inventários

Os inventários são de extrema importância no processo de prevenção de perdas. Por quê?
Simples, os inventários são nossos termômetro. É o inventário que apontará o valor das
perdas, e indicará se a equipe está tendo sucesso com os processos.

O inventário está para a prevenção de perdas, assim como um termômetro está para o
tratamento de um paciente febril.

O ideal é que sejam feitos inventários gerais uma vez a cada seis meses e os rotativos sejam
feitos toda semana, dependendo do departamento.

Dependendo do tamanho e da necessidade da sua loja, essas datas podem variar. Isso, quem
irá analisar e definir é você ou sua equipe responsável pelo processo de prevenção de perdas.

Faça inventários supervisionados. Para os inventários gerais, contrate uma empresa
especializada e vá aprendendo e treinando seus colaboradores para os inventários rotativos.

E, mais uma vez, o inventário não deve e não pode conter erros, jamais. Um pequeno dado
errado posto no inventário, coloca todo seu trabalho de prevenção de perdas no lixo. É isso
que você quer?

Voltando à analogia do paciente febril, imagine tratá-lo com um termômetro falho. Vai
funcionar?

Conclusão

Já está clara a importância da prevenção de perdas para a melhoria do resultado da sua loja. A
ferramenta para alcançar esse objetivo é a prevenção de perdas.

É importante frisar a importância dos inventários. Conforme dito, não adianta absolutamente
nada realizá-los sem acuracidade dos resultados.

A perda de um produto ou outro vai acontecer, o ideal é que não, mas não sejamos tão
utópicos assim. Porém, trabalhe e implante soluções que reduzam as perdas ao mínimo
possível, os resultados serão visíveis.

Não adianta ficar reclamando dos prejuízos, você tem que reagir! Enfim, existem soluções, e
muitas, agora é só você tomar uma atitude e começar os processos de prevenção de perdas.
Afinal, você quer restabelecer e diminuir o prejuízo ou continuar em decaída rumo a falência?

Fonte: Infovarejo

FCDL Notícias
  • Conheça 10 atitudes que destacam os melhores vendedores lojistas!

    Continue lendo Clique e leia
  • O que é comportamento empreendedor, segundo três especialistas

    Continue lendo Clique e leia
  • Sete dicas para melhorar a experiência do cliente nos atendimentos com chatbots

    Continue lendo Clique e leia
  • Como usar as redes sociais para vender mais

    Continue lendo Clique e leia
  • Os cinco pilares de um atendimento excepcional ao cliente

    Continue lendo Clique e leia
  • Confiança como ponto chave para o e-commerce

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais