FCDL Notícias

Quase metade das vendas on-line no Brasil envolve mais de um dispositivo

O comportamento multitela é uma forte realidade no Brasil – inclusive para fazer compras. Em 2016, 45% das transações do varejo online envolviam dois ou mais dispositivos, desde a primeira visita ao site até a conclusão da compra. Os dados são do estudo “O E-commerce na Era do Cross-Device”, elaborado pela Criteo, baseado em 1,7 bilhão de transações de mais de 3,3 mil empresas globais de e-commerce.

Computador e smartphones estão em uma relação quase constante: das vendas finalizadas por desktop, 23% foram iniciadas pelo dispositivo móvel. Entre aquelas concluídas pelo telefone, 44% tiveram início via computador. Independente do dispositivo de finalização, uma em cada quatro transações começou pelo smartphone. O crescimento desse canal é de 26% ao ano.

Fernando Tassinari, diretor da empresa no Brasil, aponta que o comércio multidispositivos chegou para ficar – e as empresas precisam ter capacidade de mensurar esse comportamento durante a jornada dos clientes para aumentar a conversão. “Os varejistas que usam uma análise convencional, voltada para dispositivos e que não leva em conta o engajamento dos consumidores, podem perder oportunidades. As análises devem focar no usuário”, explica.

De acordo com a pesquisa, a aplicação de modelos apropriados de mensuração multidispositivos nos Estados Unidos revelou que as jornadas dos compradores são 41% mais longas em comparação ao que é indicado pelos modelos de visão parcial. No Brasil, a análise voltada aos usuários na medição multidispositivos mostrou taxas de conversão 1,5X maior que as observadas nos modelos tradicionais.

Comportamento diverso

O relatório mapeou alguns tipos de comportamento dos consumidores com relação aos dispositivos utilizados para compras. Por exemplo: a preferência dos brasileiros por cada dispositivo varia ao longo dia. O desktop é mais usado em horário comercial, enquanto o mobile tem mais aderência no início da manhã.

O número de transações feitas essencialmente pelo smartphone cresceu 40%, segundo o estudo. Atualmente, uma em cada cinco compras online é feita por smartphone. Já a utilização de tablets para esse fim caiu 25%.

O ticket médio de cada canal está quase equilibrado: para cada R$ 100 gastos via desktop, são gastos R$ 83 via smartphone, o que representa um crescimento de 34% em relação a 2015. Já as transações feitas via tablet giram em torno dos R$ 96.

Fonte: Portal No Varejo

FCDL Notícias
  • Como a neurociência ajuda a ser um empreendedor melhor

    Continue lendo Clique e leia
  • É necessário mais do que a omnicanalidade para atender o cliente

    Continue lendo Clique e leia
  • Boticário e Natura são as marcas que oferecem a melhor experiência ao cliente

    Continue lendo Clique e leia
  • A importância de ESG para o pequeno empreendedor

    Continue lendo Clique e leia
  • Como a digitalização dos meios de pagamento pode impactar no negócio

    Continue lendo Clique e leia
  • Omnichannel: transformando a gestão de estoque

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais