FCDL Notícias

Sul representa apenas 13,9% das vendas de Beleza e Saúde no 1º semestre

O relatório de performance dos e-commerces de Beleza e Saúde no primeiro
semestre de 2019, divulgado pela Social Miner, mostra que o Sudeste é a região
mais expressiva das que mais geram conversões para o segmento de e-commerce,
totalizando 60,4% do volume das vendas, seguido do Nordeste (17,5%), Sul (13,9%),
Centro-Oeste (5,7%) e Norte (2,3%).

Outro destaque é para os Estados com maior representatividade de vendas do
segmento, que são São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, com 36,59%, 11,55% e
10,50%, respectivamente.

Para o estudo, a empresa analisou os dados de comportamento e consumo da sua
base, composta por mais de 38 milhões de cadastros, sendo que destes, 21,84%
correspondem aos e-commerces de Beleza & Saúde, e identificou os melhores
meses do período, vendas por gênero, por Estados e regiões brasileiras, consumo
por device e ticket médio da categoria.

Datas comemorativas
Ao analisar todos os meses referentes ao primeiro semestre, o relatório identificou
que março e maio foram os mais representativos no volume de vendas da categoria,
pois somados representam 43,8% de todo o período de vendas. Esse aquecimento
no comércio online teve uma explicação: Dia do Consumidor, Dia das Mães e Dia dos
Namorados. O maior pico de vendas aconteceu no Dia do Consumidor, conhecido
como Black Friday do primeiro semestre.

O relatório aponta também que 82,4% dos consumidores de Beleza e Saúde se
declararam pertencentes ao gênero feminino, enquanto 17,6% são do gênero
masculino.

“Este cenário permite refletirmos sobre a penetração do público masculino nesta
categoria e aproveitar o Dia dos Pais para que as marcas invistam em ações
específicas, como por exemplo, os filhos presentearem seus pais com cosméticos e
receberem um brinde da linha” afirma Ricardo Rodrigues, CEO da Social Miner.

Desktop ainda predomina
A pesquisa também aponta que 61,2% das vendas da categoria foram realizadas
pelo desktop. Já os “dispositivos móveis” (mobile), concentram 38,8% das
conversões. Em contrapartida, quando analisado as visitas que os e-commerces
obtiveram ao longo do 1º semestre 47,2% dos brasileiros fizeram através de seu
smartphone, enquanto 52,8% das visitas foram por meio do desktop.

“Percebemos um movimento positivo de equilíbrio na distribuição das conversões
entre desktop e mobile na categoria estudada porque os consumidores estão cada
vez mais confiantes ao efetuarem compras pela internet, ponto positivo para os e-
commerces que estão aptos para venderem na segunda tela.”, declara Rodrigues.
Outros dados relevantes são quanto ao preço médio dos produtos da categoria que,
no primeiro semestre deste ano, foi de R$ 94,32 e ao ticket médio dos pedidos, que
foi de R$ 148,45.

Para o segundo semestre as principais datas que os e-commerces devem estar
atentos porque prometem agitar o comércio online são: Dia dos Pais, Dia das
Crianças e Black Friday.

Fonte: E-commerce News

FCDL Notícias
  • 34% das redes regionais não investiram em tecnologia

    Continue lendo Clique e leia
  • O compliance digital no contexto das pequenas e médias empresas

    Continue lendo Clique e leia
  • Conheça as 11 formas de pagamento mais usadas atualmente

    Continue lendo Clique e leia
  • Varejo atual precisa estar “próximo, disponível e pronto para o cliente”

    Continue lendo Clique e leia
  • O que vale mais: experiência extraordinária ou experiência sem fricção?

    Continue lendo Clique e leia
  • Um olhar sobre o varejo atual: tudo o que sua empresa precisar saber

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais