FCDL Notícias

Tendências para empreendedores digitais em 2021

A pandemia trouxe a necessidade de empreender e se digitalizar. Não por acaso houve o crescimento de 10,2% no número de microempreendedores individuais (MEIs) só no primeiro semestre de 2020, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Segundo o Portal do Empreendedor do Governo Federal, trata-se de um recorde histórico.

Com tantos novos empreendedores, algumas tendências em tecnologia podem auxiliar a desenvolver e manter os sites dessas empresas em pleno funcionamento. Pedimos para a KingHost, empresas de soluções digitais, indicarem cinco tendências para os empreendedores seguirem em 2021. Confira:

5G: Estar atento à chegada da nova tecnologia, entender quais medidas e mudanças os sites deverão se adaptar é fundamental para carregamento mais rápido e de forma de que entregue uma experiência mais completa aos usuários. Um exemplo de mudança deverá ser os objetos inteligentes, que com a conexão muito mais rápida proporcionada pela 5G, se tornarão ainda mais presentes no cotidiano do brasileiro;

Cibersegurança: Com a LGPD, diversos cuidados devem ser colocados em prática, além de reforçar a importância de garantir segurança tanto da empresa, quanto dos respectivos clientes. A pandemia trouxe uma acelerada digitalização dos negócios e, como consequência, o aumento dos golpes e fraudes digitais. Portanto, a cibersegurança deve estar mais em alta do que em qualquer outro momento;

Inteligência Artificial: Embora possa parecer muito distante, a IA já é uma realidade. Podemos ver que marcas de roupas usando da tecnologia para automatizar peças de distribuição. Em 2021, a AI terá um grande momento de ruptura para os empreendedores;

VPS (Servidores Virtuais Privados): Diante de tantas mudanças, o planejamento e equilíbrio financeiro para investir tornou-se uma prática muito desejada entre os novos empreendedores digitais. Para garantir maior controle sobre despesas e custos, a tecnologia VPS emerge como opção para se estar atento, sobretudo opções nacionais com valores que não são afetados pelas mudanças do dólar e que não perdem em nada de qualidade para soluções estrangeiras. Além de garantir uma completa autonomia para realização de testes e operações em um servidor virtual totalmente dedicado, possibilita aos negócios uma potencial escalabilidade, liberdade e sem contar que investir em um servidor virtual é muito mais barato do que manter um servidor físico;

Operações em qualquer lugar: Outra tendência que não se pode ignorar é a mudança estrutural que a pandemia trouxe, por conta da necessidade do distanciamento social: o trabalho remoto e operações feitas em qualquer lugar. É inegável a evolução de ferramentas e serviços que possibilitaram uma adaptação rápida e pouco impactante para a maioria das empresas. Mudanças culturais foram feitas e devem ser perpetuadas por diversas organizações. A mentalidade dos novos empreendedores que pretendem planejar um 2021 deve levar isso em conta em todos os novos projetos.

 

Fonte: Varejo S.A.

FCDL Notícias
  • Varejo agora é high-tech

    Continue lendo Clique e leia
  • Jornada de compra: pesquisa mostra grau de preparo dos lojistas com cada etapa

    Continue lendo Clique e leia
  • Lojas Biônicas se tornam realidade

    Continue lendo Clique e leia
  • Vídeos geram 30% mais vendas do que fotos nas redes sociais, revela estudo

    Continue lendo Clique e leia
  • Consumidores estão mais abertos ao consumo de marcas locais

    Continue lendo Clique e leia
  • Como as PMEs estão transformando o sistema bancário

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais