FCDL Notícias

Varejo é um dos pilares para retomada do crescimento da Oi

Uma das apostas da operadora Oi para retornar aos seus melhores dias no mercado nacional pode estar no varejo brasileiro. No início desta semana, a operadora anunciou uma série de novos serviços com foco no relacionamento B2B e, entre outros setores, colocou o terceiro setor no radar dos seus negócios. No portfólio anunciado nesta semana estão soluções em IoT e Big Data, Analytics e Geocoder.

De acordo com a Oi, a solução de analytics (voltada para o varejo, utilities e setor público) usa informações geradas pela própria atividade da empresa para fornecer análises que, depois de processadas no Big Data da Oi, criam algoritmos próprios para ajudar as empresas em novos insights de negócio.

No caso do Varejo, as soluções fornecem informações que direcionam desde definição do ponto de venda, analisando o fluxo populacional por região, por dia e por hora e até definição do mix de produtos dentro da loja, com análise do perfil de consumidores nos arredores do local.

“A Oi utiliza dados reais enquanto a maior parte das soluções oferecidas pelo mercado são baseadas em estatísticas. Para o Varejo, o Analytics otimiza a abertura de lojas e a rentabilidade das mesmas através de produtos mais adequados de acordo com o perfil e o fluxo de consumidores”, diz Luiz Carlos Faray, diretor de TI do B2B da Oi.

Localização

Já com o Geocoder, plataforma que transforma endereços em coordenadas para uso em GPS, a ideia é auxiliar o Analytics a transformar informações de uma tabela ou de um banco de dados de um cliente em dados espaciais e com geolocalização exata.

A partir desta transformação, os dados podem ser trabalhados em plataformas específicas baseadas em localização geográfica, o que possibilitará novas possibilidades de análise e tomada de decisão. A partir daí, o cliente pode identificar “onde” estão os principais ativos e processos de seu negócio, com análises georeferenciadas inteligentes para potencializar receitas e criar novas oportunidades.

Crescimento de 22%

O que chama a atenção no caso da Oi é que se os negócios com o consumidor se mostram altamente desafiadores, a área de TI da empresa vai “muito bem, obrigado”. De acordo com a empresa, houve um crescimento de receita em TI de 22% em 2016, em comparação ao ano anterior.

Isso está diretamente relacionado a oferta de soluções que possibilitem empresas na jornada de transformação digital – um processo em curso no Brasil e no mundo.


Fonte: Portal No Varejo

FCDL Notícias
  • O que vale mais: experiência extraordinária ou experiência sem fricção?

    Continue lendo Clique e leia
  • Um olhar sobre o varejo atual: tudo o que sua empresa precisar saber

    Continue lendo Clique e leia
  • Caminhos para fomentar um ambiente colaborativo nas empresas

    Continue lendo Clique e leia
  • A importância de ESG para o pequeno empreendedor

    Continue lendo Clique e leia
  • Hábitos de consumo das brasileiras antecipam tendências no setor de beleza

    Continue lendo Clique e leia
  • O franchising como resposta para o crescimento das empresas

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais