FCDL Notícias

Você sabe despertar o desejo de compra no seu cliente?

Em um oceano de gatilhos mentais, imagens chamativas e Call to Actions bem
posicionados, está cada vez mais difícil prender a atenção do cliente. Entretanto, há
um canal capaz de reunir tudo isso e guiar o usuário a compra, o Instagram.
Nesta rede a palavra de ordem é desejo. O cliente precisa, por meio de imagens, ter
vontade de ter aquele produto/serviço. Pensando em ajudar o lojista online, separei
algumas dicas sobre como despertar o desejo de compra no cliente – e como o
Instagram pode ajudá-lo nessa missão. Confira!

A utilidade do Instagram para vender mais

Esta rede social te ajuda a vender mais, e isso é fato. Porém, para extrair o máximo
dela, é necessário atenção a alguns pontos, começando por ele, o público. É
importante entender quem ele é, o que quer, quais são as necessidades e qual tom
de comunicação deve ser usado para ser o mais assertivo possível e também
despertar o desejo de compra.
No Instagram, a comunicação adotada está diretamente atrelada à identidade
visual, sendo a rede que melhor explora o conteúdo imagético. Por isso, é
importante estar atento aos componentes que constroem a sua identidade, como
padrões de cores, estilo de imagens e a qualidade das postagens, tudo isso sem
esquecer de usar os filtros, gifs e ícones, sempre que possível.
Por falar em imagens, atenção às fotos dos produtos. No e-commerce, o desejo de
compra é concebido ali. Vale apostar em fotos que apresentem a interação
“produto & pessoa”, pois isso gera identificação, humaniza as postagens e aumenta
o engajamento. Lembre-se que você está buscando despertar desejo, e não há nada
melhor para isso do que vender um estilo de vida.
Agora que você já observou seu público, traçou sua identidade visual e anotou todas
as dicas para capturar a melhor foto do seu produto, vamos para a parte técnica do
assunto. Afinal, esta é peça importante do processo.

Instagram Shopping

Para que o Instagram traga o retorno esperado em vendas, é necessário que o perfil
da loja seja “comercial”. Isso permitirá a obtenção de relatórios, criação de anúncios
e utilização do Instagram Shopping – a popular Lojinha do Instagram.
Essa ferramenta é fundamental no tema que estamos tratando neste artigo. Pense
comigo: o cliente está rolando o feed e é impactado pela comunicação. Nasce o
desejo pelo produto, mas para visualizar mais informações, ele precisa entrar no
perfil e clicar no popular “link da bio”.
Se a foto do produto não deixou esse usuário “babando”, as chances de continuar
passeando pelo feed e encontrar o concorrente são grandes. Por isso, o uso do
Instagram Shopping é fundamental para guiar o cliente até a etapa de compra,
minimizando os ruídos ao longo do caminho. E aqui entramos em outro tópico
importante, a experiência de compra.

Experiência de Compra

Quando falamos em Instagram para e-commerce, o fluxo que o usuário percorre
para finalizar a compra precisa ser o mais curto possível. É importante direcioná-lo
até o produto em poucos passos, diminuindo ao máximo as objeções durante o
processo.
Para isso, vale aprimorar a descrição dos itens e dar destaque às avaliações, por
exemplo. O cliente sentirá mais segurança ao saber que outros usuários já
compraram aquela mercadoria e a ‘aprovaram’. Agora é colocar estas dicas em
prática e aumentar as vendas do e-commerce por meio de mais um canal: o
Instagram.

* Thiago Mazeto é Head de experiência do cliente da Tray, unidade de e-commerce
da Locaweb.

Fonte: Portal Administradores

FCDL Notícias
  • Conheça 10 atitudes que destacam os melhores vendedores lojistas!

    Continue lendo Clique e leia
  • O que é comportamento empreendedor, segundo três especialistas

    Continue lendo Clique e leia
  • Sete dicas para melhorar a experiência do cliente nos atendimentos com chatbots

    Continue lendo Clique e leia
  • Como usar as redes sociais para vender mais

    Continue lendo Clique e leia
  • Os cinco pilares de um atendimento excepcional ao cliente

    Continue lendo Clique e leia
  • Confiança como ponto chave para o e-commerce

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais