Semana Lojista

CDL Joinville discute Pronampe com senador Jorginho Mello

Pronampe tem por objetivo conceder crédito mais barato para os donos de pequenos negócios

O senador Jorginho Mello, presidente da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa, participou de reunião online com diretores da CDL Joinville e outras cidades do Estado. O tema principal foi o Programa Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Pronampe), recém-lançado no Brasil.

Criado pelo senador catarinense, o programa tem por objetivo conceder crédito mais barato para os donos de pequenos negócios minimizarem os efeitos da pandemia do Coronavírus. “Nunca teve dinheiro para o pequeno empresário em banco. É preciso mudar esta realidade e vamos fazer isso com o Pronampe”, afirmou Jorginho.

Segundo ele, são R$ 15,9 bilhões em garantia para as linhas de crédito por meio do Fundo Garantidor de Operações (FGO), que devem ser usados para o desenvolvimento e o fortalecimento dos pequenos negócios. “Este setor nunca se enquadrava em nenhuma linha de crédito. Esta lei assegura taxa de juros anual máxima igual à Selic mais 1,25% sobre o valor concedido, com prazo de 36 meses”, revelou.

Para o senador, é preciso do acompanhamento da imprensa e de entidades como as CDLs para cobrar que os bancos supram as necessidades dos pequenos empresários brasileiros. “A lei foi aprovada, tem fundo garantidor. É preciso se unir e pegar este empréstimo, onde todos os bancos autorizados pelo Banco Central podem oferecer esta linha de crédito”, reforçou.

 Empresários preocupados com as taxas bancárias

Os diretores da CDL Joinville esclareceram receios e anseios que têm em relação ao Pronampe.  O conselheiro Osnildo de Souza afirmou que nunca viu algo tão bom para o pequeno empresário. Mas, demonstrou preocupação com o Imposto de Operações Financeiras (IOF) e taxa de abertura de crédito (TAC), cobrados em operações de empréstimos.

O presidente da CDL Joinville, José Manoel Ramos, falou sobre a velocidade com que este dinheiro vai chegar aos empresários. “É preciso agilidade para evitar ainda mais prejuízos”, afirmou. O senador garantiu que todos os bancos e até cooperativas devem começar a operar com o Pronampe nos próximos dias.

Segundo o vice-presidente Carlos Grendene, os empresários estão com dificuldades em pagar a folha de pagamento por causa do baixo faturamento, que chegou a 70% para a maioria dos lojistas, tanto de shopping como os de comércio de rua.

O senador Jorginho disse que há pedido de prorrogação no pedido de isenção e que está em tramitação. “Vamos cobrar para dar agilidade. Pensamos em criar um Refis. Não podemos ter mais demissões. Esta observação de vocês também está anotada e vou atrás disso”, garantiu o senador.

MAIS DA Edição – 945
  • CDL Palhoça doa máscaras ao Corpo de Bombeiros

    Continue lendo Clique e leia
  • CDLs do Oeste se unem em prol de Hospital

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL Ibirama promove sorteio de Dia das Mães

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL Blumenau divulga campanha do Dia dos Namorados

    Continue lendo Clique e leia
  • Começa o Liquida da CDL São Miguel do Oeste

    Continue lendo Clique e leia
  • Condições facilitadas na Certificação Digital da CDL Brusque

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais