Semana Lojista

Sócios aprovam projeto da sede própria da CDL Maravilha

Local terá 454m² de área construída

A apresentação e aprovação do pré-projeto arquitetônico para construção da sede própria da CDL Maravilha pautou a Assembleia Geral Extraordinária de Associados à entidade na quinta-feira, 16 de fevereiro, no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas, com a presença de associados e diretores.

A presidente da entidade, Poliana de Oliveira, destacou os diversos encontros realizados pela comissão responsável formada por representantes da diretoria, conselhos fiscal e deliberativo, associados e presidente. Segundo a dirigente lojista, a comissão buscou desenvolver, juntamente com a arquiteta, Graciela Dall’Agnol, um projeto que atendesse às necessidades físicas da entidade, além de apresentar uma arquitetura moderna, poré econômica.

“Agradeço toda a comissão pela dedicação, à arquiteta Graciela pelo belo projeto, bem como aos associados presentes na assembleia. Trata-se de um momento ímpar para nossa entidade e, para darmos sequência ao trabalho, é primordial ouvir os associados, pois será a casa do empresário em Maravilha e precisamos alinhar as expectativas para que o projeto saia do papel”, frisa Poliana.

Graciela apresentou o pré-projeto, que, após questionamentos e análise dos associados, foi aprovado. “É muito gratificante ter a entidade como cliente, ainda mais na realização deste sonho que é a sede própria. Por isso, buscamos desenvolver um projeto que seja funcional e que irá atender as necessidades”, pontua a arquiteta.

Os associados destacaram a otimização dos espaços no projeto. “É uma sede que atenderá bem a nossas necessidades por um bom tempo. Além de o terreno ser bem localizado, o que proporcionará visibilidade à obra”, comenta a associada Beatriz Bernardi.

Alguns associados levantaram a preocupação com a possibilidade de alagamento do rio, que passa nos fundos do terreno. Em relação a isso, alguns pontos foram explicados, usando como exemplo a enchente de 2015, que não atingiu a área onde se pretende construir a sede. Alguns levantamentos ainda serão feitos sobre o assunto.

O projeto tem uma planta de 454m² de área construída, sendo que possibilita uma futura ampliação no subsolo, que, por ora, não será utilizado, devido ao custo elevado que acarretaria na obra. O auditório comportará até 200 pessoas.

Poliana explicou ainda que agora serão realizados os detalhamentos arquitetônicos, desenvolvimento de projetos complementares e levantamento de custos. “Com estes dados em mãos, faremos uma nova assembleia para apresentação e votação do andamento do projeto. Iremos manter a transparência nas ações e, em todos os passos, faremos assembleias para a aprovação dos associados”. Conforme a presidente, para a construção, a comissão fará uma cotação de preços com as empresas associadas.

MAIS DA Semana Lojista 770
  • Sinalização Positiva

    Continue lendo Clique e leia
  • Presidente da FCDL/SC integra reunião do 35º Distrito

    Continue lendo Clique e leia
  • Dirigentes do 32º Distrito no primeiro encontro do ano

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL José Boiteux realiza primeiro workshop para associados

    Continue lendo Clique e leia
  • Núcleo Jovem da CDL Chapecó planeja ações para 2017

    Continue lendo Clique e leia
  • Dirigentes da CDL Lages se encontram em reunião

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais