Semana Lojista

Pelo 2º ano seguido, Recicla CDL na Escola acontecerá em Brusque

Parceria é firmada em reunião com a prefeitura

“Se você fosse um herói da Liga Sustentável, o que faria para defender o planeta do aquecimento global?” Esta é a pergunta que a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC) fez para os alunos da rede pública municipal de ensino na 7ª edição do projeto Recicla CDL na Escola. Em Brusque, a iniciativa é realizada pelo segundo ano consecutivo e, na tarde de quinta-feira, 11 de maio, foi firmada a parceria entre a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Brusque e a prefeitura municipal para participação dos alunos da rede pública municipal no projeto.

“Este ano o tema do concurso está voltado para a defesa do planeta contra os efeitos do aquecimento global. E, a partir disso, os alunos vão criar desenhos e redações. Conforme o regulamento são duas categorias: do 1º ao 5º anos um desenho e, do 6º ao 9° anos, uma redação. O objetivo é despertar na criança esta consciência responsável e fazer com que ela comece a pensar no futuro do planeta”, explica o gestor executivo da CDL Brusque, Carlos Eduardo Vieira.

Após a escolha do melhor desenho e redação de cada escolha inscrita, uma comissão julgadora elegerá o ganhador no âmbito municipal. Em seguida, os trabalhos são enviados para a Federação, em Florianópolis, para disputar na fase estadual do concurso. Haverá premiação para os primeiros colocados na etapa municipal e estadual.

“Estamos construindo junto com a secretaria de educação um prêmio que será mais útil para os dois estudantes classificados com o melhor desenho e redação na etapa municipal. Os professores responsáveis pela orientação e as próprias escolas também serão premiados. Além disso, a primeira colocação no município é o passaporte para a etapa estadual, com nova chance de premiação”, acrescenta Vieira.

De acordo com o gestor executivo, este é mais um projeto de responsabilidade social que a entidade desenvolve em prol da comunidade. “É um incentivo para que as crianças despertem a consciência ambiental através do aprendizado pedagógico que, neste caso, faz uso de desenho e redação”, enfatiza.

Para o coordenador municipal de Educação Ambiental, Claudio Eduardo Santana, o projeto é um aliado na construção do ensino. “É um trabalho importante que a CDL Brusque desenvolve e, para a secretaria de educação, é um prazer receber pelo segundo ano a iniciativa. Com a parceria firmada nós vamos entrar em contato com as escolas e incentivar a inscrição dos alunos. Queremos dar continuidade à proposta”, garante Santana.

Saiba mais
O clima do planeta Terra vem sofrendo graves alterações decorrentes da intervenção humana, por meio da produção de gases que provocam o chamado “efeito estufa”, dentre os quais os principais são o CO2 (gás carbônico) e o metano. Esses gases são emitidos especialmente no processo de queima de combustíveis fósseis como o petróleo, intensivamente usado na indústria e nos transportes, além de outras atividades que se utilizam de processos químicos poluentes. Outra fonte de gases efeito estufa é a criação de animais, cujas fezes exalam metano.

O “efeito estufa”, assim conhecido porque cria uma redoma que concentra o calor, é um processo de acúmulo de gases na atmosfera que interferem no clima do planeta. A temperatura vem se elevando perceptivelmente nas últimas décadas, como atestam as pesquisas científicas e os relatórios do IPCC (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas), órgão da Organização das Nações Unidas (ONU).

O aquecimento provocado pelos gases já está afetando seriamente o clima pelo degelo das calotas polares, o que gera um aumento do nível do mar, influenciando as correntes marítimas e de vento. Essas mudanças repercutem na incidência de chuvas e na intensidade delas, bem como do calor e seca, nas diferentes regiões do planeta. Torna mais frequente a ocorrência de eventos como tornados, ciclones e furacões, altera os ciclos hidrológicos e assim o abastecimento de água para as cidades e para as plantações. Caso não sejam tomadas atitudes efetivas para conter as atividades poluentes, as populações que habitam áreas costeiras podem ser obrigadas a buscar outras regiões para habitar e cidades inteiras podem ficar sob as águas.

É preciso ter consciência e adotar atitudes que colaborem com a redução do aquecimento global, como por exemplo: respeitar as áreas de preservação ambiental, não desmatar, não deixar poluir rios e oceanos, proteger as águas desde suas nascentes, substituir as fontes de energia poluentes por energia renovável, e combater o desperdício de matéria-prima. É importante reduzir, reutilizar, reciclar, promover um estilo de vida compatível com a sustentabilidade do planeta.

Em dezembro de 2015, em Paris, foi firmado o Acordo do Clima, envolvendo 195 países, um compromisso internacional para controle da elevação da temperatura terrestre e medidas para alteração das práticas e apoio mútuo entre os países a fim de enfrentar os desafios das mudanças climáticas. O Brasil também fez parte desse Acordo e estabeleceu metas para contribuir com a redução da emissão dos gases efeito estufa e proteger o equilíbrio ecológico necessário à vida das presentes e futuras gerações, e a educação ambiental é o primeiro passo. Todos somos constantes aprendizes.

É urgente entender o problema e agir para reverter a tendência de agravamento da crise ecológica. Os efeitos das mudanças climáticas já são bem perceptíveis no cotidiano e podem trazer transtornos muito sérios à saúde e à segurança das pessoas e demais seres vivos.

MAIS DA Semana Lojista 782
  • O Começo do Fim

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL Criciúma promove novo encontro do Café de Ideias

    Continue lendo Clique e leia
  • Sábado Legal em Laguna tem ação do Recicla CDL

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL Florianópolis comemora assinatura de decreto

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL Rio dos Cedros com ganhadoras de promoção

    Continue lendo Clique e leia
  • Recicla CDL na Escola será realizado em Maravilha

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais