Semana Lojista

Parceira do Observatório Social, CDL Brusque é homenageada

Gestor da CDL entre o diretor do OSBr Evandro Gevaerd e do presidente da entidade (foto: Ana Roberta Venturelli/ Ideia Comunicação)

O balanço financeiro e a relação das atividades desenvolvidas até o segundo quadrimestre de 2017 pelo Observatório Social de Brusque (OSBr) foram apresentados na manhã de terça-feira, 12 de setembro, durante encontro com mantenedores. O presidente Pedro Afonso Hoffmann, o vice-presidente para Assuntos Administrativo-financeiros, Altamir Antônio Schaadt, o diretor executivo Evandro Gevaerd, o consultor Claudemir Marcolla e a estagiária Laíza Nunes Paz, estiveram reunidos com representantes de entidades e empresas parceiras do Observatório Social, entre elas, a CDL Brusque, na sede do OSBr.

Para reconhecer as organizações que apoiam diretamente o monitoramento dos gastos públicos e o combate à corrupção em Brusque e Guabiruba foi lançado na ocasião o Certificado ‘Empresa Amiga do Observatório Social de Brusque’. “O propósito desse certificado é enaltecer o apoio que recebemos. Não temos finalidade de lucro e autopromoção. Nosso maior objetivo é transformar Brusque e Guabiruba em cidades melhores. Portanto, esse reconhecimento é uma prova também para a empresa do seu compromisso social e da sua contribuição para a comunidade”, observou o diretor Evandro Gevaerd.

A CDL Brusque está entre as organizações agraciadas com o certificado. “É uma satisfação fazer parte do grupo de mantenedores do Observatório e é gratificante ser reconhecido por essa importante parceria, que beneficia toda a cidade. As empresas que ainda não contribuem, deveriam começar a apoiar o OSBr, pois o trabalho realizado é sério, profissional e transparente”, destacou o gestor executivo da CDL, Carlos Eduardo Vieira.

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Brusque, que é uma das doze entidades mantenedoras do OSBr, esteve representada por seu gestor executivo da CDL, Carlos Eduardo Vieira. “A CDL contribui mensalmente com o Observatório desde julho de 2013 para ajudar a manter suas atividades e possibilitar a evolução desse trabalho realizado com olhar crítico em nome da sociedade”, declarou Carlos Eduardo.

Prestação de Contas
Durante o encontro, o diretor Evandro Gevaerd relatou ações e resultados alcançados pelo Observatório neste ano. “Enviamos 24 expedientes às Prefeituras e Câmaras de Brusque e Guabiruba e ao Samae. Analisamos 180 editais lançados por esses órgãos. Acompanhamos processos licitatórios, realizamos diversas reuniões com prefeitos e outros servidores públicos, monitoramos a entrega de alguns materiais licitados e promovemos cursos de orientação sobre compras públicas. Além de palestras de conscientização e da realização do projeto Observador Mirim, nas escolas públicas e privadas de Brusque e Guabiruba”, descreveu.

Foram elencadas ainda as receitas do OSBr e as despesas mensais para manutenção da estrutura física e subsídio de profissionais e estagiários. Atualmente, o Observatório conta com o apoio de doze entidades e dez empresas que contribuem com recursos financeiros. “Essa colaboração é fundamental para que possamos realizar nossas atividades e esse apoio permite que nos profissionalizemos cada vez mais, que nos tornemos fluentes dentro da cidade, trazendo novas ideias e uma melhor gestão do poder público. A realidade do poder público deve transmitir a realidade da comunidade que ele representa. É isso que buscamos, chamar a atenção para situações e investimentos que não condizem com a realidade da cidade”, destacou o presidente Pedro Hoffmann.

Evandro Gevaerd também falou sobre a importante contribuição dos voluntários que auxiliam nas pesquisas e análises realizadas pelo Observatório, bem como da parceria existente com a Unifebe (Centro Universitário de Brusque), que viabiliza a prestação de serviços por parte de 50 estagiários por semestre.

“Temos ainda a intenção de contratar profissionais da área de engenharia para possibilitar um acompanhamento mais eficaz de obras públicas, e intensificar nossa parceria com a OAB Subseção Brusque, por meio da Comissão de Moralidade Pública, no sentido de elaborar projetos de lei de iniciativa popular, para serem encaminhados para apreciação do Legislativo”, salientou Evandro.

MAIS DA Semana Lojista 803
  • Pequenas Grandes Cidades

    Continue lendo Clique e leia
  • FCDL/SC trata do combate à pirataria no Tribunal de Justiça

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL São José: Jovens do Pescar desenvolvem APPs inovadores

    Continue lendo Clique e leia
  • Em Blumenau, CDL nos Bairros reúne 64 pessoas

    Continue lendo Clique e leia
  • Venda é tema de workshop na CDL Palhoça

    Continue lendo Clique e leia
  • Recicla CDL em Joaçaba arrecada quase 800 kg de resíduos

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais