Notícias

Encontro mobiliza Região Metropolitana Carbonífera

Dirigentes lojistas e autoridades na sede da CDL Criciúma

O 4º encontro regional da FCDL/SC que visa dar celeridade às demandas dos municípios e das CDLs voltou as atenções para a Região Metropolitana Carbonífera. Durante a reunião, na segunda-feira, 6 de março, dirigentes lojistas apresentaram a representantes do poder público, na sede da CDL Criciúma, as ações fundamentais e estratégicas que devem ser aplicadas para não barrar o desenvolvimento econômico e social dos 26 municípios que compõem esta região.

Do total de cidades da Região Metropolitana Carbonífera, 25 têm CDLs. Dentro da Federação, os municípios estão agrupados dentro dos 28º, 29º, 30º e 31º Distritos. Os presidentes das Câmaras de Dirigentes Lojistas das regiões, juntamente com os diretores distritais Daniel Gamba, Virton Della Giustina, Nelson Cemin e Sander Santos Elias, com o presidente da Federação, Ivan Tauffer, e os vice-presidentes de coordenação distrital, Olair Klemtz, e de aperfeiçoamento empresarial e jovem cedelista, Gisele Tonetto, apresentaram às autoridades as medidas necessárias para essas cidades.

Os assuntos foram abordados com o prefeito de Criciúma, Clesio Salvaro; com o secretário executivo da ADR (Agência de Desenvolvimento Regional) de Criciúma, João Rosa Filho Fabris; com o deputado estadual Ricardo Guidi, representando o presidente da ALESC (Assembleia Legislativa de Santa Catarina), Silvio Dreveck; com os deputados estaduais Dóia Guglielmi, Manoel Mota e Rodrigo Minotto, com o assessor do deputado estadual José Milton Scheffer, Eduardo Lodetti, e com Vera Spilere, assessora do deputado José Nei Ascari.

Confira, abaixo, os pontos elencados na reunião, que serão juntados às demandas apresentadas nas outras três Reuniões de Regiões Metropolitanas já realizadas pela Federação (Extremo Oeste e Chapecó, Contestado e Lages) para formação de uma pauta macrorregional que será apresentada ao Governo do Estado.

BR-285
Com 734,6 quilômetros de extensão, a rodovia inicia em São Borja, no Rio Grande do Sul, e finda em Araranguá, em Santa Catarina. Liga o estado de leste a oeste e é conexão direta com a Argentina. Importante trecho viário para o escoamento da produção catarinense, um trecho de 30 quilômetros da via está sem pavimentação, sendo 22 deles na chamada Serra da Rocinha, em Timbé do Sul, e oito em São José dos Ausentes, no estado gaúcho.

Hospital Regional de Araranguá
Unidade que atende pacientes de toda a região, o Hospital Regional de Araranguá teve as atividades interrompidas algumas vezes em 2016 por conta de greves. Além dos prejuízos aos pacientes, o não funcionamento adequado do hospital sobrecarrega os atendimentos no hospital São José, em Criciúma. Por esse e outros motivos, o presidente da CDL Araranguá, Clezio Manoel Motta, pediu que haja esforço para transformar o hospital regional em hospital escola. Assim, mais recursos seriam repassados para a manutenção da unidade de saúde. O deputado Ricardo Guidi informou que, em reunião com o presidente da AMESC (Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense) e prefeito de Morro Grande, Valdionir Rocha, a entidade teria manifestado interesse em administrar o hospital.

Barragem do Rio do Salto
Antiga reivindicação da região Extremo Sul catarinense, a Barragem do Rio do Salto foi lembrada na reunião pelo diretor distrital da FCDL/SC (30º Distrito), Nelson Cemin. O empreendimento terá 510 hectares, 25 metros de altura e capacidade de 43 milhões de m³. Beneficiará os municípios de Turvo, Meleiro, Ermo, Morro Grande e Araranguá e será de múltiplo uso: garantirá o abastecimento de água para cerca de 100 mil pessoas, auxiliará na irrigação das lavouras de arroz e no controle das cheias. Procurada pela Federação, a Casan (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento) informou que até abril deve concluir o EIA/RIMA, Estudo e Relatório de Impacto Ambiental, que irá embasar a LAP (Licença Ambiental Prévia), documento que deve ser liberado pela Fatma (Fundação do Meio Ambiente) e que autoriza abertura de licitação para contratação da obra. Ao todo, a construção da barragem está orçada em R$ 79,17 milhões.

Segurança Pública
O diretor de SPC da CDL Criciúma, Henrique Vargas, pediu aumento do efetivo policial e destacou que muitas entidades fazem “vaquinha” para compra de combustível para as viaturas circularem. O deputado Rodrigo Minotto, como membro da Comissão de Segurança Pública da ALESC, relatou que o governo do estado vem atendendo às demandas da região, seja com aumento de efetivo e disponibilização de equipamentos, e lembrou que a comunidade deve continuar cobrando atenção para essa área. Já o diretor distrital da Federação (31º Distrito), Sander Santos Elias, pediu que a Federação resgate a parceria com a Polícia Militar para orientação dos lojistas, a exemplo do que se fez há quatro anos, quando palestras e cartilha com orientações de prevenção foram oferecidas aos lojistas.

Outros tópicos
As feiras itinerantes, divulgar as atrações e belezas da região para fomentar o turismo, a carga tributária e a educação também foram assuntos conversados no encontro.

“Os temas que temos abordado nas reuniões são de fundamental importância para o Estado como um todo. As ações de melhorias irão beneficiar milhares de pessoas, empresários e o governo. É imprescindível que o poder público dê atenção para essas necessidades para garantir o crescimento e desenvolvimento de Santa Catarina”, afirma o presidente da FCDL/SC, Ivan Tauffer.

Já o vice-presidente de coordenação distrital, Olair Klemtz, elogia o empenho dos dirigentes lojistas nas reuniões. “Ação e vontade garantir melhorias para esta e as futuras gerações definem o posicionamento os integrantes das reuniões, que encaminham assuntos de extrema importância para o Estado”.

Notícias
  • Vem aí a terceira edição do Juntos Pelo Brasil

    Continue lendo Clique e leia
  • Dia dos Pais: 49,5% dos lojistas esperam atenuar crise com as vendas

    Continue lendo Clique e leia
  • Para um Dia dos Pais com segurança digital

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais
Blog
  • FCDL/SC: A Covid não desanimou o empreendedor

    Continue lendo Clique e leia
  • Casas Bahia reposiciona marca como novo logo e app reformulado

    Continue lendo Clique e leia
  • FCDL cria novas peças da campanha Comércio Consciente

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais