Notícias

CDL Brusque fala sobre prevenção de câncer de pele

Dermatologista conversa com colaboradoras da entidade

Com a chegada do verão, as idas a praias e piscinas, é comum o aumento pela procura de filtros solares, bem como de acessórios como chapéus, bonés, óculos, entre outros, que de alguma forma protejam contra os raios de sol. Entretanto, muito mais do que os cuidados redobrados no verão, ao longo de todo o ano, o uso de protetor solar é necessário, não apenas para evitar aquela queimadura indesejada, mas principalmente para evitar o câncer de pele.

Assim, para passar orientações sobre os principais cuidados que devemos ter diariamente com a pele, como é possível evitar este tipo de câncer, os tratamentos indicados e os impactos que o excesso de sol pode causar ao longo dos anos, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Brusque realizou na manhã de segunda-feira, 27 de novembro uma palestra sobre o tema. O evento foi voltado para 15 colaboradoras da entidade, entre elas as monitoras da Área Azul.

“A CDL se preocupa muito com a saúde dos seus colaboradores, em especial com as monitoras da Área, que ficam expostas ao sol ao longo do dia. A entidade já oferece a elas protetor solar, bonés, uniformes, para contribuir na proteção contra os raios solares. Entretanto, a palestra oportunizou diversos esclarecimentos e orientações, até porque algumas delas não têm condições de ir até um dermatologista. Então decidimos trazer a especialista aqui, em prol da saúde e qualidade de vida das mesmas”, esclarece a coordenadora de comunicação e eventos da entidade, Anelise Margraf.

Cuidados redobrados
A palestra foi ministrada pela dermatologista Adma Lima, que reforçou a importância dos cuidados gerais com o sol ao longo de todo o ano, do uso de filtro solar com fator mínimo nº 30, e aplicação diariamente em adultos e em crianças a partir dos seis meses de idade.

De acordo com a dermatologista, a população de Brusque e região por ter em sua maioria descendência européia, também tem maior risco de desenvolver câncer de pele, pelas características de pele e olhos claros, por isso a necessidade de cuidados redobrados. “Além do uso do filtro solar e a reposição do mesmo a cada duas horas, a recomendação também é procurar ficar embaixo da sombra e evitar o sol entre às 10h e às 15h, período de maior incidência da radiação ultravioleta B, que é a principal radiação relacionada ao câncer de pele”, esclareceu.

Já em relação aos tipos de câncer de pele, os mais comuns são os chamados não-melanoma, considerados menos agressivos, mas que precisam ser diagnosticados e tratados, o quanto antes, sendo eles: carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e melanoma cutâneo.

Nesses casos, as principais características são que eles geralmente aparecem como pequenas feridas ou pintas claras, vermelhas, que não cicatrizam, geralmente com vasos na superfície.

“Em torno de 4% dos casos são do tipo melanomas, que se apresentam com mais agressividade, semelhantes a pintas, irregulares, assimétricas, com várias cores e que mudam com o passar do tempo. Ou seja, se o paciente possui algum sinal e observa que ele está aumentando ou modificando ao longo do tempo, é sempre interessante ser avaliado por um dermatologista. Além disso, qualquer ferida que não cicatriza, tem que ser avaliada”, reforça Dra. Adma.

Já em relação às formas de tratamento, em casos de carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular geralmente são realizadas biópsias e, dependendo do caso, são feitas cirurgias para retirada ou então é possível tratar apenas com pomadas específicas.

Em casos de melanomas também é realizada a retirada de uma mostra para a biópsia, e a partir do diagnóstico é realizado o tratamento conforme a profundidade. “Normalmente é necessária uma segunda cirurgia e em casos de metástase chega a ser necessário radioterapia ou quimioterapia, de acordo com o estágio de avanço”, completa.

Para a médica, poder participar de um evento que já integra a campanha do Dezembro Laranja, alusiva à prevenção do câncer de pele, para alertar a população quanto aos riscos do câncer e a necessidade dos cuidados em relação à prevenção, foi gratificante. “Essa iniciativa da CDL é muito importante, e precisamos de mais ações desse tipo, pois cada vez mais queremos orientar e esclarecer as dúvidas para que o público possa usar os filtros solares de forma correta e realmente se proteger”, completou.

Saiba mais
De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), todos os anos surgem 176 mil casos de câncer da pele, o de maior incidência no país. Atenta a esse alto índice, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) desenvolve, desde 2014, o movimento Dezembro Laranja, com a promoção de uma série de iniciativas de conscientização sobre a prevenção e o diagnóstico precoce da doença, incluindo a importância da fotoproteção em suas diferentes formas para a redução dos riscos Este ano, o tema da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele é “Se exponha, mas não se queime”.

No dia 2 de dezembro, sábado, será realizada em Brusque um ação alusiva à campanha. Na oportunidade diversos dermatologistas farão atendimento à população, das 9h às 15h, na Policlínica, com orientações e avaliações.

Funcionárias da entidade com especialista

Notícias
  • Presidente Ivan Tauffer recebe Diretor do 20º distrito da FCDL/SC

    Continue lendo Clique e leia
  • Vacinação e datas comemorativas aumentam expectativa do comércio para fim de ano

    Continue lendo Clique e leia
  • FCDL/SC cumpre agenda na Alesc nesta quarta-feira, 20

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais
Blog
  • FCDL/SC lança campanha de incentivo à circulação de moedas

    Continue lendo Clique e leia
  • 7 Dicas para atrair clientes na Semana do Brasil

    Continue lendo Clique e leia
  • FCDL/SC lança campanha para a Semana do Brasil 2021

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais