Notícias

Cofem e Fórum Parlamentar catarinense discutem pautas prioritárias para o Estado

Presidente da FCDL/SC, Ivan Tauffer, participou da reunião por videoconferência

A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL/SC) participou, pelo Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina, Cofem, da reunião com os deputados federais e senadores representantes do Fórum Parlamentar Catarinense, na terça-feira, 17 de maio.  Os parlamentares que participam do Fórum ouviram e trataram das principais preocupações dos representantes do Cofem, para tornar o Estado mais competitivo e atrativo para novos investidores.

Em destaque, o Plano Nacional de Logística, PNL, e os impactos da aplicação do Código Florestal Brasileiro no meio urbano  e em áreas consolidadas. A Reforma Administrativa Federal e o Programa de Recuperação Fiscal, Refis e Pronampe também foram pontuados.

“A FCDL/SC entende que todas as pautas desta reunião são prioridades para Santa Catarina. Sabemos do poder do varejo e da indústria em nosso Estado, quando mais investimento em infraestrutura, sejam em rodovias, ferrovias ou em nossos portos, atraímos olhares de empresas que reconhecem a nossa preocupação com o futuro e enxerguem o nosso potencial”, declarou o presidente da FCDL/SC Ivan Tauffer.

A respeito do Código Florestal em áreas consolidadas, Ivan pontuou que a Federação encaminhou um Ofício aos deputados federais e senadores catarinenses, com apoio das CDLs, pedindo ações junto às autoridades para corrigir com urgência a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).  “A importância da preservação do meio ambiente é indiscutível, mas torna-se inviável aplicar o Código Florestal da mesma forma no meio rural e no meio urbano. As edificações já concluídas serão acarretadas de grandes prejuízos financeiros. Precisamos dos nossos representantes na esfera federal neste momento”, reforçou Tauffer.

 

Parlamentares debatem pautas

Coordenadora do Fórum Parlamentar catarinense, deputada Angela Amin

A deputada Angela Amin, coordenadora do Fórum Parlamentar, destacou que há uma ação conjunta entre os deputados para avançar na questão da infraestrutura. “Há dificuldades no orçamento de 2021 e todo o nosso esforço é para recompor os cortes de recursos que foram anunciados. Com relação ao Refis, entendo que há necessidade de uma ação conjunta do Fórum para que possamos sensibilizar o governo federal para essa demanda, principalmente para ajudar a pequena e a média empresa”, declarou.  Ela também destacou que, no ano passado, Santa Catarina teve uma aplicação importante de recursos em obras nas rodovias federais.

Clique aqui e veja as propostas do COFEM à reforma administrativa

Para o senador Jorginho Mello, é necessário atuar para a viabilização dos pleitos. “Precisamos tratar da logística catarinense. Teremos reunião com o ministro Tarcísio e vamos levar a ele, reiteradamente, como já levamos informações sobre as condições que se encontram as nossas rodovias, e falar também sobre a recomposição dos recursos do orçamento. Tínhamos R$ 271 milhões e com o corte teremos R$ 136 milhões. Vamos falar também sobre ferrovias. Temos estudos que dão conta da viabilidade delas”, afirmou o senador Jorginho Mello.  O deputado Pedro Uczai também destacou a importância da questão logística. “As ferrovias devem ser prioridade. É um transporte seguro e mais sustentável, que mantém a indústria no interior e gera desenvolvimento regional”, declarou.

A deputada Carmen Zanotto destacou que os investimentos do governo federal são desproporcionais às necessidades do estado. “Infraestrutura não é despesa. É investimento”, disse ela, observando que, por falta de orçamento, os investimentos nessa área têm dependido de emendas parlamentares.

O deputado Hélio Costa destacou a importância de conversar com o ministro da Infraestrutura sobre as demandas catarinenses e disse que há exemplos internacionais em que a infraestrutura logística recebe investimentos privados.

Na reunião, o senador Esperidião Amin e o deputado Rogério Peninha Mendonça destacaram que a situação das áreas consolidadas pode ter uma solução por meio de um projeto de lei do deputado Peninha. No Senado, o assunto deve ser encaminhado por meio de um projeto da senadora Ana Amélia Lemos.

O COFEM é composto pelas Federações das Indústrias (FIESC), do Comércio (FECOMÉRCIO), da Agricultura (FAESC), dos Transportes (FETRANCESC), das Associações Empresariais (FACISC), das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), das Micro e Pequenas Empresas (FAMPESC), além do Sebrae-SC.

Notícias
  • Outubro Rosa: FCDL/SC conscientiza para o autocuidado

    Continue lendo Clique e leia
  • FCDL/SC busca esclarecimento sobre ITCMD com a Fazenda

    Continue lendo Clique e leia
  • FCDL/SC fortalece parceria com o Programa Brasil Mais

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais
Blog
  • FCDL/SC lança campanha de incentivo à circulação de moedas

    Continue lendo Clique e leia
  • 7 Dicas para atrair clientes na Semana do Brasil

    Continue lendo Clique e leia
  • FCDL/SC lança campanha para a Semana do Brasil 2021

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais