Notícias

Pandemia: Vacinação é pauta do gabinete econômico de crise do Governo de SC

A reunião online aconteceu na quinta-feira, 7 de janeiro

O plano estadual de vacinação para Covid-19 marcou a primeira reunião do Gabinete de Crise do Governo de Santa Catarina, realizada na quinta-feira, 7 de janeiro. O Estado não citou de quais laboratórios virão as  vacinas a serem  ministradas, pois utilizará o que for disponibilizado pelo Ministério da Saúde.

No mesmo dia, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que fará aquisição de 100 milhões de doses da vacina Coronavac, a partir de um contrato com o Instituto Butantan, de São Paulo. A previsão é que até abril próximo, 46 milhões de doses sejam entregues.

Esta é a segunda vacina confirmada pelo governo federal, que também já fechou um acordo para aquisição da vacina produzida pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca, em parceira com a Fundação Osvaldo Cruz previsão no melhor cenário é que as 2 milhões de doses importadas prontas da índia cheguem ainda em janeiro. As vacinas contra o coronavírus precisam de uma segunda dose de reforço, porém a Fiocruz e o Ministério da Saúde trabalham com a possibilidade de dose única da vacina de Oxford. Outra possibilidade é que a  mesma  seja administrada em duas doses com intervalo de três meses, com objetivo de imunizar o maior número de brasileiros em um curto período de tempo.

Durante a reunião, a FCDL/SC, representada pelo presidente Ivan Tauffer, ficou à disposição do Estado para auxiliar nas parcerias visando  armazenamento e logística de distribuição dos materiais quando chegar o momento.

A Secretaria de Saúde catarinense disponibilizará a vacina gratuitamente à população no sistema público de saúde. A rede privada de saúde também poderá disponibilizar os imunizantes, porém não há previsão de valores até o momento.

Acompanhe as fases de vacinação:

Segundo o plano estadual de vacinação, quando as vacinas chegarem a Santa Catarina os primeiros imunizados serão divididos em quatro grupos:

  • 1º momento: trabalhadores da saúde; idosos a partir dos 75 anos de idade; pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas) e população indígena.
  • 2º momento: a previsão é de que serão vacinadas pessoas de 60 a 74 anos.
  • 3º momento: serão imunizadas pessoas que possuam alguma comorbidade ou que apresentam maior chance para agravamento da doença, entre os quais portadores de doenças renais crônicas e cardiovasculares, entre outras.
  • 4º momento: estão incluídos professores, profissionais das forças de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional.

 

 Foto: Secom/Reprodução

O grupo de Gabinete de Crise Econômico do estado é formado pelo Governo e entidades do setor produtivo, incluindo as Federações das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), das Associações de Micro e Pequenas Empresas e Empreendedor Individual (Fampesc), das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC), das Empresas de Transporte de Carga do Estado de Santa Catarina (Fetrancesc), do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio/SC), de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Fhoresc), da Agricultura e Pecuária (Faesc), das Cooperativas Agropecuárias (Fecoagro), dos Municípios (Fecam), Facisc, entre outras. Participam também representantes da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público (MPSC).

Notícias
  • Vacinação e datas comemorativas aumentam expectativa do comércio para fim de ano

    Continue lendo Clique e leia
  • FCDL/SC cumpre agenda na Alesc nesta quarta-feira, 20

    Continue lendo Clique e leia
  • Outubro Rosa: FCDL/SC conscientiza para o autocuidado

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais
Blog
  • FCDL/SC lança campanha de incentivo à circulação de moedas

    Continue lendo Clique e leia
  • 7 Dicas para atrair clientes na Semana do Brasil

    Continue lendo Clique e leia
  • FCDL/SC lança campanha para a Semana do Brasil 2021

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais