Comunicação

Semana Lojista
  • Nova diretoria da CDL Concórdia em Encontro de Integração

    Continue lendo
    Clique e leia
  • Recicla CDL em Seara arrecada 1t de resíduo eletroeletrônico

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL Jovem Blumenau apresenta Case de Sucesso

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL e prefeitura de Concórdia tratam do estacionamento rotativo

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais
Notícias
  • FCDL/SC garante manutenção da ISO/IEC 27001

    Continue lendo
    Clique e leia
  • Dirigentes da FCDL em agenda no Ministério da Cidadania

    Continue lendo Clique e leia
  • Varejo apresenta pautas para a Frente Mista do Comércio

    Continue lendo Clique e leia
  • Senador Elmano Férrer recebe líderes do Sistema CNDL

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais
Blog
  • CDL na Escola traz um universo de possibilidades

    Continue lendo
    Clique e leia
  • Cedelino: o mascote da FCDL/SC que veio fazer a diferença 

    Continue lendo Clique e leia
  • Perca o medo de falar sobre preço em uma venda

    Continue lendo Clique e leia
  • APP QCompras: a vitrine virtual gratuita dos associados à CDL

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais
Mensagem do presidente

Conjuntura Favorável

A recente pesquisa do IBGE sobre o comportamento do comércio em todo o país em 2018 mostrou um desempenho positivo e cujo percentual não acontecia há cinco anos. Com vendas na ordem de 2,3% no ano passado, o varejo dá sintomas de recuperação e tem tudo para melhorar o resultado em 2019. Para continuar neste ritmo crescente, precisamos que algumas condições se mantenham como, por exemplo, maior acesso ao crédito, redução da carga tributária, estímulo aos investimentos, menores juros e também manutenção dos incentivos fiscais que dão fôlego às empresas, possibilitando a geração de empregos e melhor performance no mercado, o que gera também maior arrecadação. Em nível nacional, e que impacta também em nosso Estado, é a urgência na aprovação da Reforma da Previdência, iniciativa indispensável para proporcionar a redução do déficit fiscal e da dívida pública. A aprovação da Reforma aumentará a confiança da população e dos investidores, em um ambiente já favorável em que a inflação está sob controle e o otimismo passa a fazer parte do cenário econômico. O aumento do consumo nesta conjuntura favorece não somente o comércio e demais setores produtivos, mas principalmente impulsiona as oportunidades de trabalho, sendo elemento-chave para a redução do desemprego. Cabe agora aos parlamentares do Congresso fazerem a sua parte e acelerar a reforma, para que o Brasil possa retomar sua trajetória de crescimento.

Continue lendo