Comunicação

Semana Lojista
  • Santa Cecília laureia finalistas do Recicla CDL na Escola

    Continue lendo
    Clique e leia
  • Encontro de Gestores em Jaraguá do Sul e Florianópolis

    Continue lendo Clique e leia
  • CDLs do 21º Distrito promovem palestras com ação solidária

    Continue lendo Clique e leia
  • Balneário Camboriú tem vencedores no Recicla CDL na Escola

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais
Notícias
  • FCDL/SC apresenta campeões do Recicla CDL na Escola

    Continue lendo
    Clique e leia
  • Natal deve movimentar R$ 53,5 bi, projeta CNDL/SPC Brasil

    Continue lendo Clique e leia
  • FCDL/SC lança campanha para reforçar importância das vendas de Natal

    Continue lendo Clique e leia
  • Comunicadores do Sistema CNDL se reúnem em São Paulo

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais
Blog
  • Edital de Convocação: Reunião do Conselho Diretor

    Continue lendo
    Clique e leia
  • FCDL/SC inicia atividades relacionadas ao Novembro Azul

    Continue lendo Clique e leia
  • Sistema de Gestão de Sorteios une sustentabilidade à tecnologia

    Continue lendo Clique e leia
  • Outubro Rosa: FCDL/SC sedia palestra sobre câncer de mama

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais
Mensagem do presidente

Reformas e Crescimento

Uma das mais aguardadas reformas que foi debatida durante muito tempo completou um ano em novembro. É a chamada Reforma Trabalhista, que implantou novas regras na Consolidação das Leis do Trabalho. A flexibilização das relações e menos rigidez nas leis proporcionaram um ambiente mais tranquilo para os avanços que eram necessários. Uma das expectativas, ainda não alcançada, foi a maior geração de empregos. Mas este objetivo, embora não tenha sido conquistado, foi mais em função da conjuntura e da lenta recuperação da economia brasileira, que finalmente começa dar os primeiros passos em direção à sua plena retomada. De qualquer forma, com a reforma foi possível a ampliação das demissões por acordo mútuo e a prática do trabalho intermitente. Também houve diminuição dos processos nas Varas do Trabalho, que, de janeiro a novembro em 2018, foram bem inferiores em relação ao mesmo período do ano passado. As atenções se voltam agora para a Reforma da Previdência, um compromisso que não dever sair da agenda do novo governo e que merece prioridade para equilibrar as contas públicas. A expectativa é que a Reforma da Previdência, entre outras restruturações, seja prioritária e equacionada nos números e na igualdade a que se propõe, mas sem esquecer, é claro, o lado social. O poder executivo e legislativo devem estar alinhados para já no início de 2019 tomar medidas efetivas para a implantação do novo modelo, o que será salutar para todos, pois importantes medidas devem ser tomadas e dependem também de mudanças. As transformações conduzem a mais investimentos, crescimento acelerado e menores juros, condições esperadas pelo mercado e por toda a sociedade.

Continue lendo