Semana Lojista

CDL Jovem de Joinville chama atenção para carga tributária

Carros em fila para abastecer em ação do Dia da Liberdade de Impostos

A CDL Jovem de Joinville realizou a maior ação de Santa Catarina no Dia da Liberdade de Impostos (DLI). Foram vendidos na quinta-feira, 1º de junho, 8 mil litros de gasolina em dois postos da rede Zandoná, 150 pizzas da Pizza na Pedra e um Peugeot 208 Active 1, além de produtos variados de cerca de 50 lojas do Shopping Garten e do site Meus Pedidos sem a cobrança de impostos.

Com toda a carga tributária do Brasil, é como se, neste ano, a população tivesse trabalhado até 1º de junho somente para pagar impostos. Soma-se a isso a instabilidade econômica e política do País e, ações como as do DLI, se transformam em oportunidade para o consumidor economizar e, ao mesmo tempo, tomar consciência do quanto gasta com tributos.

Por isso, Ana Cristina Correa de Goes e o marido David Vasselike passaram a noite na fila para abastecer o carro com 20 litros de gasolina. O casal e os dois filhos – Guilherme, de 5 anos, e Gustavo, de 6 – foram os primeiros a chegar no posto da Benjamin Constant, às 23h de quarta-feira.

Os quatro moram no Paranaguamirim e estavam meio indecisos se iriam participar da ação. “Os meninos ficaram muito empolgados com a ideia e queriam viver essa aventura, aí resolvemos vir”, conta Ana, entre risos. Às 7h já havia 110 carros na fila. No posto da rua Inambu, o primeiro carro chegou às 22h.

Foram abastecidos 200 carros em cada posto. Os motoristas ficaram em filas de quase um quilômetro para garantir o desconto de R$ 1,90 em cada litro de combustível. A gasolina comum foi comercializada por R$ 1,85, com redução de 41% no preço sugerido pelo governo federal no começo do mês (R$ 3,76).

A grande novidade deste ano foi a adesão de 45 lojas do Garten Shopping, do site Meus Pedidos, plataforma de vendas para indústrias e distribuidoras, e a venda de um Peugeot. A ação no shopping movimentou o ambiente e incrementou as vendas.

Na loja de roupas infantis em que Vanderleia Leite é gerente, a ação trouxe bons resultados. Até às 15h havia sido vendida quase a mesma quantidade de todo o dia de segunda-feira. “A loja está vendendo um produto sem imposto, mas a ação chama a atenção das pessoas e elas acabam comprando outros itens também”, afirma.

O mesmo aconteceu em uma loja de sapatos femininos. No meio da tarde, as vendedoras estavam quase batendo a meta diária. A loja ofereceu vários produtos sem impostos e os descontos giraram na média de 36%. “É uma ação que vale a pena, porque, além de ajudar a movimentar as vendas, está informando as pessoas sobre a quantidade de impostos que pagamos”, afirma Ana Paula Vieira, gerente do local.

O Peugeot 208 Active 1, zero km ano 2017, ficou exposto no shopping até às 22h daquela quinta-feira. O carro, que originalmente custa R$ 52 mil, estava sendo vendido por R$ 36.900. Os interessados deveriam preencher o formulário de participação no local e elaborar uma frase com até três linhas que relacionasse “imposto” e “corrupção”.

Ao final do expediente no shopping, foi criada uma comissão para escolher a frase ganhadora. A partir das 18hs, as pessoas que compraram as pizzas sem imposto começaram a retirar seus pedidos. A Pizza na Pedra começou a funcionar na quinta-feira, 1º de junho, às 8h e, duas horas depois, já havia vendido 50 cupons. Foram comercializadas 150 pizzas sem impostos.

Imposto não é brincadeira
O mote do evento neste ano foi o mesmo de 2016: “Imposto não é brincadeira”. O evento, que já é conhecido na cidade, tem como objetivo conscientizar a população da quantidade de impostos que são pagos aos governos municipais, estaduais e federal.

“Nós deixamos bem claro que a CDL Jovem não é contra a arrecadação de impostos. É através deles que o governo faz a gestão dos serviços essenciais. Nós somos contra a forma como o dinheiro é administrado, com o retorno falho à população de tudo que contribuímos”, explica o coordenador da CDL Jovem, Artur Caminha.

No atual cenário de descoberta de vários esquemas de desvio de dinheiro público no Brasil, a CDL Jovem resolveu também provocar uma reflexão ao deixar exposta perto do carro sem impostos uma caixa com um espelho, chamar as pessoas a se olharem nele e pensarem nesta pergunta: “De onde saiu o dinheiro da corrupção?”.

“Nós temos, de um lado, o pagamento dos impostos, que deveriam ir para os serviços públicos, e, de outro, os esquemas de desvio de dinheiro que beneficiam governos e grandes empresas”, explica Artur. “É preciso agir sobre isso”.

MAIS DA Semana Lojista 786
  • Nilso Berlanda se encontra com presidente da FCDL

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL Tubarão doa livros de seus 50 anos a escolas estaduais

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL Santo Amaro da Imperatriz em encontro de motociclistas

    Continue lendo Clique e leia
  • Dirigentes da CDL Jacinto Machado em reunião mensal

    Continue lendo Clique e leia
  • Diretor da CDL Jaraguá do Sul fala com estudantes

    Continue lendo Clique e leia
  • 76 pessoas participam de cursos da CDL Bombinhas

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais