Semana Lojista

CDL Santo Amaro da Imperatriz: ações no Outubro Rosa

Prevenção contra o câncer de mama e violência contra a mulher entram em foco

A CDL Santo Amaro da Imperatriz realizou duas palestras dentro de sua programação do Outubro Rosa 2018. Os eventos foram na quarta-feira, 3 de outubro, e além de abordarem a importância dos cuidados preventivos contra o câncer de mama, trataram da conscientização da violência contra a mulher e da importância de se ter uma boa autoestima.

As atividades foram promovidas em parceria com a faculdade Fadesc-Uniasselvi, com a GESA (Guarnição Especial de Santo Amaro da Imperatriz) através do programa Rede Catarina de Proteção à Mulher, e com a coreógrafa Kathy Nogueira.

Em sua palestra, a coreógrafa tratou da importância dos cuidados preventivos contra o câncer de mama e informou que a autoestima é um dos principais recursos para se viver bem e feliz. Kathy explicou que em situações de vulnerabilidade, ou de problemas, a imunidade é a primeira a ser afetada pela ausência da autoestima. “É neste momento que as enfermidades acontecem. A autoestima é a maior aliada de nossa saúde”, afirmou.

Durante sua palestra, Kathy destacou que a mulher deve ser companheira uma da outra, e não agir contra ela, inclusive no ambiente de trabalho. Ressaltou ainda a importância dos cuidados com a saúde, o papel da mulher dentro e fora de casa e de como a dança pode melhorar a autoestima e a saúde do corpo feminino. “Dançar, além de ser uma terapia capaz de aliviar o estresse e tensões do dia a dia, é uma atividade que melhora a saúde, a autoimagem, a autoestima e a autoconfiança das praticantes”, destacou.

Defesa Pessoal
A outra atividade do encontro buscou a conscientização sobre a violência contra a mulher. Em um projeto pioneiro na cidade, o comando do GESA está implantando aulas e demonstrações de defesa pessoal para as mulheres. O objetivo é garantir mais segurança a elas e a possibilidade de combate a situações abusivas. “Além da técnica da autodefesa, há também uma melhora na autoestima, autoconfiança e segurança, que são trabalhadas nas técnicas e posturas. Sabendo se defender, as mulheres se tornam pessoas mais corajosas”, explicou o soldado Cavalcante, que esteve no evento.

Instrutor das técnicas, soldado Padilha considera a autodefesa algo libertador para a mulher. “Não é responder a violência com violência, mas sim dar condições de se desvencilhar da situação de perigo ou de violência iminente. É também dar condições às mulheres do livre exercício de ir e vir, de poder caminhar por onde quiser, sem medo. É dar condição de proteção e autodefesa dentro de sua própria casa, em situações de abuso ou violência doméstica.”

Presente no encontro, soldado Mikelli destacou que a Rede Catarina de Proteção à Mulher atende à necessidade de se dar a devida atenção às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, além de dar voz e garantir a integridade delas, que são monitoradas e recebem visitas esporádicas. “Caso a mulher e o homem tenham reatado o relacionamento, os policiais irão, por exemplo, conversar separadamente com eles para saber os motivos que levaram a isso e se o retorno foi por vontade própria ou por ameaças”, conta.

Além de técnicas de defesa pessoal, a palestra abordou as diferentes formas de violência contra a mulher, realidades semelhantes, medidas de proteção ampliada e a Lei Maria da Penha. Segundo a GESA, em Santo Amaro da Imperatriz, 37 mulheres são atendidas pela Rede Catarina.

MAIS DA Semana Lojista 862
  • Bom Senso e Diálogo

    Continue lendo Clique e leia
  • Recicla CDL em Ponte Serrada arrecada 1.760 kg de eletrônicos

    Continue lendo Clique e leia
  • Kits do Recicla CDL na Escola chegam a Pescaria Brava

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL Florianópolis arrecada brinquedos no “Eu Amo a Praça”

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL Lages leva Liga Sustentável ao Criança na Praça 2018

    Continue lendo Clique e leia
  • CDL Xaxim encanta crianças e famílias com Super Sábado D

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais